Estudo mostra como os cães decifram e interpretam seus donos - Pet é pop

Estudo mostra como os cães decifram e interpretam seus donos

Estudo mostra como os cães decifram e interpretam seus donos
Estudo mostra como os cães decifram e interpretam seus donos
Estudo mostra como os cães decifram e interpretam seus donos (Foto: Luisa Schetinger/Unsplash)

De acordo com um estudo publicado na revista Applied Animal Behavior Science em 2001, nossos cães podem nos entender mais do que imaginávamos. Um animal de estimação médio tem a capacidade de aprender até cerca de 90 palavras ou frases humanas, e cães mais inteligentes podem aprender até cerca de 200.

Veja também:

+ 9 sinais de que o seu cão não vive sem você
+ Acidente mata influenciador e golden retriever que viajavam o mundo de Fusca
+ Saiba como lidar com pets que tenham algum tipo de deficiência

Em pesquisas mais recentes, os cientistas realizaram testes em que os pets eram colocados em máquinas de ressonância magnética enquanto ouviam gravações de um treinador elogiando o cachorro, dizendo que ele é inteligente ou fez alguma coisa da maneira certa. Em outras gravações, o treinador dizia palavras neutras, variando seu tom entre  entusiasmado e neutro.

Os pesquisadores descobriram que, enquanto o cão ouvia as palavras do humano, várias partes de seu cérebro se iluminavam. Partes do córtex ativadas, onde estavam processando as informações inerentes às palavras, mas outras partes do subcórtex pareciam se iluminar primeiro, onde processavam as informações emocionais no tom do treinador, semelhante à forma como os humanos processam a fala.

Outros estudos mostraram o que acontece se um cão ouve uma palavra que não conhece ou mesmo o que acontece quando o cão vê imagens de seus cuidadores ou estranhos. As áreas do cérebro responsáveis ​​pela emoção, apego e recompensa foram ativadas quando viram fotos das pessoas.

Além de estudar a capacidade dos cães de processarem informações e até emoções por trás da fala humana, cientistas também descobriram que os cães são mestres em captar sinais não verbais. Pesquisadores mostraram em estudos recentes que os cães podem identificar a linguagem corporal, por exemplo, bem como as expressões faciais de um humano.

E os cães também são especialmente bons em ler gestos como apontar. Experimentos em que humanos apontam para um recipiente com uma guloseima ou brinquedo dentro mostraram que os cães podem captar rapidamente sinais não verbais, de acordo com Monique Udell, especialista em comportamento animal da Oregon State University.

No entanto, o grau em que um cão pode captar essas dicas depende de como os humanos as dão. Gestos maiores e mais óbvios podem facilmente capturar a atenção de um cachorro. Também pode depender de quem está falando com o cachorro, segundo Monique. Um cão pode captar mais facilmente sinais sutis de um humano que conhece bem, em comparação com um estranho.

“Nem todo cão é tão responsivo a certos tipos de gestos quanto outros”, explicou a pesquisadora. Alguns podem responder melhor aos sons, enquanto outros são mais visuais ou olfativos. “Cada cachorro é diferente. Mesmo na pesquisa, você vê isso.”

A genética pode explicar a sensibilidade de um cão individual aos gestos. Em 2021, pesquisadores da Universidade do Arizona, descobriram que filhotes de até oito semanas de idade com pouca exposição a humanos podem entender um gesto como apontar.

Mas eles também descobriram que, ao observar as diferenças de um filhote em relação ao outro, os fatores genéticos contribuíram para quase metade da diferença em sua capacidade de entender o apontar, de acordo Evan MacLean, pesquisador da Universidade do Arizona.



  • Back to top