Estudo: cães decifram as emoções do dono e tomam decisões com base nisso - Pet é pop

Estudo: cães decifram as emoções do dono e tomam decisões com base nisso

Estudo: cães decifram as emoções do dono e tomam decisões com base nisso
Estudo: cães decifram as emoções do dono e tomam decisões com base nisso
Estudo: cães decifram as emoções do dono e tomam decisões com base nisso (Foto: Luisa Schetinger/Unsplash)

Pesquisadores do Instituto de Psicologia (IP) da USP e da Universidade de Lincoln, no Reino Unido, descobriram que os cães são capazes de decifrar as emoções dos donos e ainda tomam decisões com base nessas informações.

Veja também:

+ Confira 30 famosos orgulhosos de compartilhar o amor que têm por seus cães
+ Gatos conseguem saber onde os donos estão mesmo sem vê-los, diz estudo
+ Tudo o que você deve saber antes de comprar um filhote, segundo especialista em comportamento canino

O artigo foi publicado na revista científica Animal Cognition no dia 14 de agosto deste ano e foi desenvolvido pelos pesquisadores Natalia Albuquerque e Briseida Resende, do Instituto de Psicologia da USP, e Daniel Mills, Kun Guo e Anna Wilkinson, da Universidade de Lincoln.

Para a pesquisa, eles estudaram 90 cães, colocando-os com atrizes que emularam emoções distintas com expressões faciais. A cada sessão, as atrizes demonstraram expressões faciais neutras, positivas (alegria) ou negativas (raiva). Vestidas da mesma maneira, elas passavam objetos uma para a outra, silenciosamente e, em seguida, sentavam-se com um pote de ração em uma das mãos e uma folha de jornal na outra.

 

 

Após isso, com as coleira soltas, os cães podiam interagir com as atrizes, que apresentavam expressões neutras. O estudo descobriu que os cães preferiam pedir comida para a pessoa que demonstrou uma expressão feliz na parte inicial do experimento e evitavam contato com a pessoa que parecia brava.

 

Os resultados demonstram que cães levam em consideração as expressões faciais humanas para tomar decisões, já que pode ser mais fácil conseguir alguns petiscos de alguém mais amigável.

“A pesquisa evidencia que os cães levam em conta as expressões das emoções dos humanos para fazer escolhas. As pessoas poderão perceber o animal como um ser que presta atenção ao que fazemos e que toma suas decisões com base nisso. Desta forma, acho que podemos desenvolver uma relação mais saudável e respeitosa”, afirmou a professora Briseida, coautora do trabalho.

 

  • Back to top