Especialistas dão 4 dicas infalíveis para melhorar o humor do seu pet - Pet é pop

Especialistas dão 4 dicas infalíveis para melhorar o humor do seu pet

Especialistas dão 4 dicas infalíveis para melhorar o humor do seu pet
Especialistas dão 4 dicas infalíveis para melhorar o humor do seu pet
Especialistas dão 4 dicas infalíveis para melhorar o humor do seu pet (Foto: Cristina Anne Costello/Unsplash)

Você consegue perceber o humor do se pet por algumas ações simples, como abanar o rabo quando está alegre e rosnar quando algo está deixando-os irritados. Confira algumas dicas de como melhorar o humor do seu pet!

Veja também:

“Saber o que seu cão ou gato faz quando está feliz melhora sua qualidade de vida e também melhora o vínculo entre você e seu animal de estimação”, disse Sharon Campbell ao site Health.

Veja como manter seus membros peludos da família contentes e engajados:

1. Faça-os andar

Com cães e gatos, o exercício é essencial para se manter física e emocionalmente saudável. Levar seu cão para passear ou brincar com ele regularmente irá ajudá-lo a queimar energia extra.

Os gatos podem se beneficiar de 5 a 10 minutos de brincadeira algumas vezes ao dia, com um ponteiro laser ou uma varinha de penas, e as árvores para gatos promovem a diversão por conta própria. “Os gatos se sentem mais confortáveis ​​se puderem estar em um ponto de vista elevado observando o ambiente”, explicou Lillian Ciardelli, da Behave Atlanta.

2. Mantenha-os mentalmente estimulados

Assim como as pessoas, os animais de estimação precisam de estímulo mental para se manterem em alerta. “Em suas caminhadas, deixe seu cão cheirar a cada poucos passos por alguns segundos. É muito estimulante mentalmente para eles e vai permitir que fiquem mais calmos em casa”, disse Ciardelli.

Para os gatos, estimule seus instintos de caça, escondendo petiscos pela casa para eles procurarem. Exercícios de treinamento e brinquedos de quebra-cabeça também são uma ótima maneira de incentivá-los a usar suas habilidades de resolução de problemas para obter recompensas.

3. Dê-lhes espaço

Incutir um senso de escolha e autonomia em seu animal de estimação é importante para sua capacidade de relaxar em casa. Designe um espaço tranquilo na casa para que eles se retirem e forneça-lhes “rotas de fuga” para sair de qualquer situação social, especialmente quando estiver perto de crianças ou convidados.

“Quando o cão ou o gato opta por ir a esses locais que são seu santuário, geralmente é uma boa indicação de que querem ficar sozinhos, e isso deve ser respeitado”, ressaltou a Dra. Campbell.

Para famílias que estão passando mais tempo em casa do que antes, leve em consideração que seu animal pode estar mais estimulado e não está tendo o tempo de folga de que precisa. Recompense seu filhote por escolher sair do seu lado enquanto está em casa, colocando um petisco em seu lugar especial.

4. Observe os sinais

Quando estressados, os cães podem apresentar alguns comportamentos que inicialmente parecem normais, como bocejar, lamber os lábios e sacudir a pelagem. Aqui, o contexto é fundamental: seu cão está sendo tocado e abraçado por estranhos? Ele está cercado por outros animais de estimação com muita energia? Essas situações podem sugerir que seus comportamentos são decorrentes de desconforto.

Outros sinais de estresse podem ser respiração ofegante em excesso, pegadas suadas e o “olho de baleia” (quando os olhos de um cachorro se alargam o suficiente para ver os brancos).

Os gatos geralmente vão ainda mais longe para esconder seu desconforto. Eles podem se esconder mais do que o normal, sobre ou sob os cuidados ou parar de usar a caixa sanitária. Um bom indicador do humor de um gato é sua cauda: uma cauda baixa ou esticada para trás pode significar nervosismo. “Um gato confortável tem uma cauda ereta e relaxada, em forma de ponto de interrogação”, explicou Ciardelli.

  • Back to top