Entenda por que o seu próximo cão tem de ser um vira-lata - Pet é pop

Entenda por que o seu próximo cão tem de ser um vira-lata

Entenda por que o seu próximo cão tem de ser um vira-lata
Entenda por que o seu próximo cão tem de ser um vira-lata
Entenda por que o seu próximo cão tem de ser um vira-lata (Foto: Unsplash)

Preferido dos brasileiros, o cachorro vira-lata está ganhando cada vez mais espaço nos corações dos brasileiros. Por mais que muitos ainda prefiram os cãezinhos com raça definida, o preconceito está diminuindo no Brasil. Uma pesquisa realizada pelo Instituto QualiBest (Pesquisa de Mercado) mostra que os vira-latas estão presentes em 41% dos lares no país. Em seguida estão os cachorros da raça poodle (11%), pinscher (7%), labrador (5%), pitbull (3%) e lhasa apso (3%).

Veja também:

+ Cães comprados durante a pandemia são entregues a abrigos ‘disfarçados’ de vira-latas
+ Paixão por felinos: arqueólogos encontram centenas de sarcófagos e gatos mumificados no Egito
+ Saiba quando está frio demais para passear com o seu cão

O vira-lata é a raça ideal para o tutor que está procurando um cachorro especial. É difícil definir sua origem, já que, desde que surgiram os cachorros domésticos, existem exemplares resultantes da mistura de diferentes raças. “Ter um cãozinho sem raça definida traz vantagens e peculiaridades no dia a dia para quem adotou o bichinho. Eles possuem uma forma diferente de lidar em algumas situações, muitas vezes sendo mais espertos que cachorros pedigree, por viverem mais intensamente”, ressalta Lisandro Corazza, CEO da Upvet, rede de farmácia de manipulação veterinária.

A origem do nome vira-lata surgiu pelo fato de que muitos cachorros vivem nas ruas e que lutam pela sobrevivência, no qual é comum vê-los revirando latas ou sacos de lixo para encontrar alimentos. Dados da OMS (Organização Mundial da Saúde) apontam que, no Brasil, existem cerca de 30 milhões de animais abandonados; desse total, 10 milhões são gatos, e 20 milhões, cachorros.

Os pets SRD (Sem Raça Definida) têm uma combinação de genes e mistura de raças totalmente exclusivas. Nunca será encontrado um cachorro vira-lata com a mesma característica do outro. Essa espécie é resultado de uma seleção natural, e isso torna esses bichinhos mais resistentes a alguns tipos de doenças. “Muitos pets quando adquirem alguma doença não possuem anticorpos o suficiente para se curarem de forma mais rápida. Com os vira-latas ainda é menos propenso de adquirirem alguma doença por apresentarem mais resistência”, comenta Patricia Corazza, CO CEO da Upvet.

A popularidade do vira-lata no Brasil é gigante, tanto é, que os cães desse tipo possuem até outras nomenclaturas espalhadas pelo país, entre elas estão: tomba-lata, pé duro, bajariva e cusco. Quando a pessoa está em busca da adoção de um novo amiguinho para a família, a melhor opção pode ser um vira-lata. Outra atitude positiva e especial, é de resgatar um animal que está morando na rua e dar muito amor a ele.



  • Back to top