É seguro dar CBD para o seu gato? Veterinários respondem - Pet é pop

  • É seguro dar CBD para o seu gato? Veterinários respondem

    CBD - Foto Pixabay
    -->



    CBD - Foto Pixabay

    Parece um caminho sem volta. O CBD vem ocupando cada vez mais espaço nas prateleiras de medicamentos destinados aos pets. Isso apesar de a pesquisa científica sobre os benefícios da substância ainda estar em sua infância. Principalmente no que diz respeito aos gatos.

    Nos EUA, as vendas de produtos com CBD para pets quadruplicaram no ano passado. Saltaram de US$ 8 milhões em 2017 para US$ 32 milhões em 2017, de acordo com o Brightfield Group. Essa empresa de pesquisa especializada em cannabis estima que o crescimento será ainda maior: o mercado pode atingir US$ 1,16 bilhão nos EUA até 2022.

    Antes de você entrar nessa onda e oferecer produtos à base de CBD para o seu gato, veja as orientações, os esclarecimentos e o que recomendam os veterinários do site PetMD.

     

    O que é CBD? 

    CBD significa canabidiol, o segundo ingrediente ativo mais comum encontrado na planta de cannabis, a mesma que dá origem à maconha.

    Embora o CBD esteja presente em todas as plantas de cannabis, ele é derivado da planta de cânhamo definida em um estudo recente como “cannabis sativa com um total de THC (tetra-hidrocanabinol) menor que 0,3% em peso seco nas folhas e brotos”.

    É importante reforçar que, legalmente, um cânhamo não pode conter mais de 0,3% de THC. Passando disso, entra para a categoria de narcótico ilegal.

    Diferentemente do óleo de cânhamo e do óleo de semente de cânhamo, o CBD é extraído dos caules, folhas e brotos.

    Pixabay
    Existem pesquisas do uso de CBD em gatos?

    Até onde os veterinários do site PetMD sabem, não foram publicados estudos científicos sobre o uso de CBD em gatos.

    Assim, como geralmente acontece, donos de bichanos têm de confiar em resultados da pesquisa em cães, pessoas e outros animais combinados com evidências científicas.

    Estudos recentes indicam que o CBD pode ajudar a aliviar a dor e recuperar parte da mobilidade em cães com osteoartrite e reduzir a frequência de crises em casos graves de epilepsia.

    O CBD também foi aprovado pelo órgão americano FDA (Administração de Comidas e Remédios, na sigla em inglês) para o tratamento de certos tipos de epilepsia infantil em humanos.

    Outros usos comuns do CBD para os quais existem pelo menos algumas evidências científicas incluem condições inflamatórias (como doenças intestinais), bem como asma, ansiedade, dor e náusea.

    Pixabay
    Mas é seguro para gatos?

    Com base em relatórios de veterinários e donos de bichanos, o CBD parece, pelos menos superficialmente, muito seguro para gatos.

    Algumas pessoas relatam que seus animais de estimação ficam com sono ou desenvolvem barriga, especialmente quando recebem doses muito altas. Mas esses problemas desaparecem quando o CBD é descontinuado ou a dose é reduzida.

    Embora muitos donos façam relatos de benefícios da substância para seus bichanos, há um grande problema para o uso indiscriminado de CBD para gatos: uma quase completa falta de supervisão regulatória.

    E essa falta de uma supervisão mais severa resultou em uma ampla disponibilidade de produtos CBD de baixa qualidade.

    Um estudo recente testou vários produtos com a substância e constatou que muitos têm pouco ou nenhum CBD na fórmula. E há casos em que a substância aparecia em percentuais maiores do que os indicados no rótulo.

    Outros estudos também descobriram que alguns produtos CBD contêm componentes potencialmente prejudiciais para a saúde dos pets.

    Isto é especialmente preocupante para os gatos, que apresentam maior sensibilidade a medicamentos e toxinas.

    CBD - Foto Pixabay

    Como checar a qualidade do CBD?

    Eis algumas maneiras de proteger seus animais de estimação do CBD de baixa qualidade:

    1 – Procure produtos com o selo de certificação da Hemp Authority ou o selo de qualidade do National Animal Supplements Council (NASC). Eles demonstram que o medicamento atende aos padrões do setor e passaram por uma auditoria.

    2 – Use apenas produtos especialmente desenvolvidos para gatos ou que contenham apenas óleo de CDB ou algum outro veículo benigno, como óleo de cânhamo ou de coco.

    3 – Procure um veterinário que tenha experiência na utilização de CBD.

     

    Saiba mais sobre o uso de CBD em animais de estimação no Canal do Pet.

  • Back to top