Dono sofre AVC, e cães inseparáveis podem parar em casas diferentes - Pet é pop

Dono sofre AVC, e cães inseparáveis podem parar em casas diferentes

Dono sofre AVC, e cães inseparáveis podem parar em casas diferentes
Dono sofre AVC, e cães inseparáveis podem parar em casas diferentes
Dono sofre AVC, e cães inseparáveis podem parar em casas diferentes (Foto: Freshfields Animal Rescue)

Dois cães considerados “inseparáveis” podem ter que ser ser separados se quiserem encontrar um novo lar, depois que o dono deles sofreu um AVC.

Veja também:

+ Estudo: donos de cães têm 65% mais chance de sobreviver a um infarto
+ Terapia com células-tronco recupera cadela lhasa apso com ruptura de ligamento
+ Atenção, veterinário: congresso traz novidades para melhorar tratamentos dos pets

Alice e Daisy atualmente estão no resgate de animais de Freshfields, em Liverpool, na Inglaterra, após a morte de seu dono. Os dois cães vivem felizes juntos desde que Alice era filhote e Daisy tinha dois anos.

A instituição de caridade animal disse que elas podem precisar ser realojadas separadamente para garantir que encontrem novas casas, agora que seu dono não pode mais cuidar delas. “Todos aqui em Freshfields se apaixonaram por esses dois cachorros adoráveis”, disse Vikki Ferguson, trabalhadora de canis em Freshfields.

“Podemos ver o quanto elas se amam e queremos desesperadamente encontrar um lar onde possam se aconchegar, assim como faziam em sua casa anterior. Embora saibamos que pode ser devastador para elas, estamos tendo que considerar tomar a medida de partir o coração ter que separá-las para encontrar um lar para elas”, acrescentou ela.

Segundo a instituição de caridade, Daisy, apesar de ter quase 10 anos, é uma cadela ativa e tão brincalhona e carinhosa como um filhote. Ela pode ser muito forte em suas caminhadas e adora brincar com uma bola.

Alice tem oito anos e adora crianças, mas não gosta de barulho alto em suas caminhadas. Ela é descrita como uma garota muito amigável e afetuosa, que aproveita a vida e adora atenção. Ela também nunca fica mais feliz do que quando está brincando com sua parceira, Daisy.

Freshfields disse que esta é a última chance de encontrar um lar para elas ficarem juntas.

  • Back to top