Dona ‘vende tudo’ para dar novas pernas ao seu cãozinho - Pet é pop

Dona ‘vende tudo’ para dar novas pernas ao seu cãozinho

Dona ‘vende tudo’ para dar novas pernas ao seu cãozinho
Dona ‘vende tudo’ para dar novas pernas ao seu cãozinho
Dona ‘vende tudo’ para dar novas pernas ao seu cãozinho (Foto: Esme Rice)

A dona de um filhote de quatro meses que nasceu com uma rara deformidade genética está “vendendo tudo” para economizar para a cirurgia e ajudá-lo a andar adequadamente.

Veja também:

+ Aplicativo que identifica emoções dos gatos viraliza na China
+ Para fugir do furacão Ida, dona voa com seus 8 gatos
+ Mito ou verdade? Dá mais trabalho criar cachorro grande que pequeno

Bean, o dachshund, que mora no bairro Hackney Wick, em Londres, é incapaz de andar, correr ou brincar adequadamente com outros cães por causa da condição dolorosa que afeta suas patas traseiras.

O filhote é propriedade da diretora de marketing Esme Rice, de 26 anos, que o comprou de um criador logo após seu nascimento. Esme, que vem de uma família de amantes de cães, só recentemente percebeu que Bean tinha a deformidade genética, chamada Pes Varus, que não aparece nos primeiros meses.

Bean, de 4 meses (Foto: Esme Rice)

“Quando ele anda, suas pernas estão viradas para dentro e apontadas uma para a outra”, disse Esme, que descreveu como seu cachorro tem que andar “nos calcanhares em vez de na ponta dos pés como os cães deveriam fazer”, porque ele não consegue se apoiar totalmente peso.

Esme inicialmente definiu a estranha caminhada de Bean para “apenas ter pernas de bassê”, até que o pessoal da creche para cães Barkney Wick deu o alarme de que algo não estava certo, e uma visita aos veterinários confirmou seus temores.

“No momento ele já está sentindo desconforto e dor. Ele não consegue fazer longas caminhadas, não consegue brincar direito com outros cães ou correr muito rápido… ele anda ou pula como um coelho”, disse Esme.

“Eventualmente, ele vai acabar desenvolvendo artrite e perder completamente a função das pernas”, lamentou ela. Embora a maioria dos casos de deformidade apareça em dachshunds, ela ainda é relativamente rara, com um em cada 100 dachshunds sofrendo da doença.

Esme e Bean (Foto: Esme Rice)

Esme disse que a condição é mais provável devido à endogamia de bassês, embora não houvesse nenhuma maneira de seu criador saber da condição de Bean antes de ele nascer.

“É devastador vê-lo porque em seu cérebro ele é um cachorrinho e quer brincar. Vê-lo se sentar em caminhadas e chorar porque ele quer ir para casa e não pode continuar é terrivelmente triste”, contou Esme.

Felizmente para Bean, há cirurgia especializada disponível, mas envolve a construção e implantação de talas 3D personalizadas nas pernas para ele ao longo de várias operações complexas, que custarão cerca de £ 10.000 (cerca de R$ 71 mil).

Esme disse que a cirurgia vai custar “todas as economias dela e ainda mais”, e ela agora está fazendo, “tudo o que pode para economizar e vender o que ela tem.” Ela espera conseguir o dinheiro restante por meio de um financiamento coletivo, na esperança de que um dia Bean seja capaz de andar e brincar novamente sem dor.

  • Back to top