Dez minutos de brincadeiras com cães reduzem dores em humanos, indica estudo - Pet é pop

Dez minutos de brincadeiras com cães reduzem dores em humanos, indica estudo

Dez minutos de brincadeiras com cães reduzem dores em humanos, indica estudo
Dez minutos de brincadeiras com cães reduzem dores em humanos, indica estudo
Dez minutos de brincadeiras com cães reduzem dores em humanos, indica estudo (Foto: Chewy/Unsplash)

De acordo com um novo estudo, brincar com cães por 10 minutos pode ajudar a reduzir as dores em humanos, além de aliviar os sintomas mais comuns de ansiedade e depressão.

Veja também:

+ Vídeo: gato não disfarça o tédio com as brincadeiras de seus ‘irmãos’ caninos
+ Como deixar o cérebro do seu cão em boa forma
+ 6 razões pelas quais o seu cão anda ofegante; saiba quando se preocupar

A pesquisa, publicada na quarta-feira (9) na revista científica PLOS ONE, mediu os sintomas de dor em 198 participantes que entraram no departamento de emergência do Royal University Hospital em Saskatchewan, no Canadá.

Para o estudo, os participantes foram entrevistados, avaliados quanto aos níveis de dor e tiveram seus sinais vitais verificados quando chegaram ao pronto-socorro. Ao sair, cerca de metade dos participantes foram levados para uma ambulância de terapia canina, onde passaram 10 minutos com um cão treinado para ajudar pessoas com dor.

As pessoas responderam aos cães de terapia de maneiras diferentes. Às vezes, os participantes conversavam com os cães ou com os tratadores, às vezes acariciavam os cães e, às vezes, os cães apenas se aninhavam com eles, de acordo com um relato do US News.

A escala de dor e outras medidas foram repetidas duas vezes quando os participantes estavam saindo do departamento de emergência, uma vez imediatamente após verem os cães de terapia e novamente 20 minutos depois.

“O principal é que descobrimos que eles ajudaram a reduzir a dor de maneira significativa, o que é enorme”, disse Colleen Anne Dell, professora do departamento de sociologia da Universidade de Saskatchewan, ao US News.

O quanto a dor e a ansiedade de um indivíduo foram reduzidas variou, mas os pesquisadores pareciam surpresos com a forma como os participantes responderam aos cães. “Você pode sentir que toda aquela energia de alto estresse acabou de se dissipar e você vê a pessoa acariciando o cachorro e conversando com o treinador”, acrescentou a pesquisadora.



  • Back to top