Conheça os sinais de que o seu gato pode estar com problema nos ouvidos - Pet é pop

Conheça os sinais de que o seu gato pode estar com problema nos ouvidos



Conheça os sinais de que o seu gato pode estar com problema nos ouvidos
imagem de Tyler Rutherford por Unsplash

Gatos têm algumas formas de demonstrar quando os ouvidos deles estão incomodando. Algumas das principais incluem balançar a cabeça e coceira.

Veja também:

Se seu gato apresentar um desses 10 comportamentos, corra para o veterinário
11 coisas que todo dono de gato deve saber, segundo os veterinários
Acabou de adotar um gato? Saiba que cuidados tomar

O importante neste momento é saber diferenciar com qual problema seu felino pode ter. Cada uma das complicações tem causas, sintomas e tratamentos diferentes, confira:

1- Ácaros

Ácaros são pequenos parasitas que gostam de morar nos ouvidos dos gatos. Eles são de fácil transmissão para outros gatos e são mais encontrados em filhotes. Os ácaros fazem com que seu gato balance a cabeça e coce a orelha na tentativa de que eles saiam.

Para determinar se o seu gato está com ácaros, verifique a orelha dele para ver se encontra algo que parece pó de café. Pegue um pouco desse pó e coloque em uma superfície escura. Os ácaros vivos se parecem com uma ponta de alfinete branca. Se confirmada a presença desses parasitas, leve-o ao veterinário para que ele analise com o microscópio e prescreva um tratamento.

2- Infecções na orelha externa

Bactérias e fungos podem causar infecções na orelha externa do seu gato. Os sintomas são muito parecidos aos dos ácaros, mas tem algumas diferenças: a orelha do seu gato pode ficar vermelha e inchada, além de ter um líquido com cheiro ruim.

Para tratar a infecção corretamente, o veterinário deve examinar uma amostra no microscópio para ver qual tipo de infecção se trata, fúngica ou bacteriana. O tratamento irá depender dessa análise, mas costuma incluir uma limpeza nos ouvidos do gato e pomadas de uso tópico.

3- Infecção nas orelhas média e interna

A infecção interna na orelha do seu gato pode ser a mais incômoda. Os sintomas incluem balançar a cabeça, coceira, apetite reduzido, preguiça, tamanhos de pupila diferentes, movimentos anormais com os olhos e até dificuldade de andar.

Os veterinários realizam o diagnóstico deste tipo de infecção usando uma combinação de exame físico e raio-x. O tratamento pode incluir tratamento à longo prazo com antibióticos, medicamentos de uso tópico e, dependendo da gravidade do caso, precisará de uma cirurgia.

4- Pólipos

Os pólipos conhecidos como nasofaríngeos são doença crônica e benigna são comuns e podem crescer dentro da orelha média do seu gato. Além da infecção, gatos com essa condição podem ter uma respiração alta e catarro nasal.

Para este diagnóstico, o veterinário irá anestesiar o gato e analisar as orelhas e a boca, além de tirar raios-x. A cirurgia para remover os pólipos costumam ser permanentes, ou seja, uma vez retirados não devem retornar.

5- Sarna

Alguns tipos de ácaros gostam de viver na parte externa dos bichos, como a cabeça e parte externa da orelha. Infestações de ácaros podem causar coceira tão extrema que leva a automutilação. Além da pele visivelmente machucada, a sarna pode causar uma doença sistêmica e levar à morte.

Para tratar corretamente, o dono deverá levar o gato para ser avaliado pelo veterinário, que irá prescrever o medicamento correto para matar os parasitas.

Veja também:

Confira dez dicas para acalmar um gato estressado ou medroso
Conheça 10 formas (sutis) que seu gato usa para dizer ‘eu te amo’
Estudo diz que há cinco tipos de dono de gato; saiba qual você é

6- Corpos estranhos

Gatos que costumam sair de casa podem acabar prendendo algum corpo estranho nos ouvidos. Se você olhar para os ouvidos do seu gato e ver um pedaço de grama ou qualquer outra coisa que não deveria estar ali, retire com uma pinça.

Porém, se você sentir qualquer resistência ou desconforto no pet quando você tira o objeto, ligue para seu veterinário imediatamente.

7- Mordidas e arranhões

Gatos que saem de casa ou moram com outros gatos podem sofrer de mordidas e arranhões nas orelhas. Em brigas, os ouvidos costumam ser alvos dos “golpes”.

Para ajudar na cicatrização, limpe a área com uma solução antisséptica algumas vezes ao dia, mas, caso o ferimento seja muito profundo ou demore para cicatrizar, entre em contato com seu veterinário.

8- Alergias

As alergias podem ser causadas por diversas coisas, uma delas é a alergia à alguma comida. Esse tipo de alergia causa coceira na região da cabeça e das orelhas e trocar a alimentação para algo hipoalergênico durante seis a oito semanas deve resolver.

Veja também

+ Golden retriever obeso é abandonado, ganha nova família e perde 45 kg

+ Artista recria rostos de imperadores romanos

+App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+McDonald’s vende molho especial pela primeira vez no Brasil

+ Veja cinco coisas que provocam mau cheiro em cães e saiba como combatê-las

+ Edu Guedes faz desabafo sobre acidente de moto: ‘O susto foi grande’

+ Saiba mais sobre a vacina BCG, uma das mais importantes da infância

+ 4 passos fáceis para limpar o espelho com produto caseiro

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ Fazer o bem alivia dores físicas e mentais, aponta estudo


  • Back to top