Conheça o gato que sobreviveu a três tiroteios - Pet é pop

Conheça o gato que sobreviveu a três tiroteios

Conheça o gato que sobreviveu a três tiroteios
Conheça o gato que sobreviveu a três tiroteios
Conheça o gato que sobreviveu a três tiroteios (Foto: SWNS)

Teddy, de apenas dois anos de idade, conseguiu sobreviver a três tiroteios com um intervalo de cinco meses e provou que os gatos realmente têm nove vidas.

Veja também:

+ Pai e filho se matam a tiros em briga por causa dos cães da família
+ Esquadrão antibomba é chamado para desarmar artefato e encontra ninhada de gatos
+ 36% dos cães ganharam peso durante a pandemia, indica pesquisa

A dona do felino, Lauren Williams, de 27 anos, ficou horrorizada quando seu gato de estimação foi atacado pela primeira vez em janeiro deste ano, quando foi atingido no rabo. Ainda naquele mês, ele foi atingido novamente e em 5 de maio, foi atacado pela terceira vez.

O último ataque atingiu Teddy direto na barriga, mas incrivelmente, a bala errou todos os seus órgãos vitais. Teddy foi levado para o hospital de animais em Birmingham, na Inglaterra, onde foi colocado em um soro intravenoso e recebeu tratamento para seus ferimentos.

Ele agora está de volta à casa de sua dona, depois de uma recuperação milagrosa. “Ele realmente é notável por ter sobrevivido e não pode ter muitas de suas nove vidas restantes. É assustador pensar que alguém faria isso com aquele animal como Teddy, é horrível e cruel”, disse ela ao site METRO.

Ferimentos de Teddy (Foto: SWNS)

Lauren acredita que o agressor deve morar na região, já que Teddy conseguiu voltar para casa após cada tiroteio. “Ele deve ter levado um tiro por perto para voltar ao jardim onde o encontrei”, contou Lauren. “Ele não conseguia se mover e estava deitado em uma poça de sangue, havia muito sangue. Ele estava clamando por mim, foi de partir o coração.”

Ela contatou a polícia sobre os ataques e está apelando para que qualquer pessoa com informações se apresente. “Tem que ser alguém que more bem localmente, já que Teddy não teria sido capaz de voltar para casa com sua lesão e ele não se aventura muito longe. Ele é um gato bastante amigável, eu me pergunto se desta vez alguém o chamou em sua direção e atirou nele à queima-roupa”, explicou.

Os policiais que visitaram Lauren para suas investigações disseram que o culpado poderia pegar até cinco anos de prisão pelos crimes, graças às novas leis contra crueldade contra animais. Felizmente, Teddy se recuperou totalmente, mas Lauren espera que a pessoa que feriu seu amado animal de estimação seja capturada e condenada.

  • Back to top