Conheça Hachi, o cãozinho shiba inu japonês que ama passear entre as flores - Pet é pop

Conheça Hachi, o cãozinho shiba inu japonês que ama passear entre as flores



Hachi é um cãozinho da raça shiba inu que mora em Tsukuba, no Japão. Ele adora passear pelo parque Hitachi, que tem 350 hectares e uma infinidade de flores.

Ao perceber como o seu pet ficava confortável no meio de tantas cores e aromas, sua dona, a fotógrafa Masayo Ishizuki, passou a registrar imagens do cãozinho no meio da paisagem florida.

Fotos @issy_rider

Masayo começou a exercitar seus talentos com as lentes em 2016, um ano antes de adotar Hachi em um abrigo. Após as primeiras fotos do cão cercado de flores, a fotógrafa criou um perfil no Instagram. Sob o pseudônimo de Issy-Rider, Masayo conseguiu atrair um número de seguidores que já passa dos 20,6 mil.

A maioria das mais de 2.700 imagens postadas traz o cão entre as flores. Mas há também várias situações divertidas que mostram um Hachi brincalhão, divertido, paciente e companheiro.

O cães da raça shiba inu podem ser confundidos com a raça akita, que por sinal é um parente, mas tem muitas características diferentes. Antigamente desempenhava a função de caçador de animais menores, por ter porte pequeno, mas hoje pode ser dócil e não apresentar nenhuma ameaça se for bem treinado.

Esse cãozinho é bem independente, brincalhão, inteligente, está atento a tudo, além de ser fiel ao seu dono. Se você procura uma companhia para caminhadas, trilhas ou outras atividades do tipo, a raça é perfeita para você.

No Brasil, não é muito comum de encontrar cachorros shiba inu pelas ruas, por serem cãezinhos para climas mais frios.

Características

Um shiba tem seu tamanho de 36 a 39 centímetros aproximadamente e pode pesar entre 8 e 15 quilos. Apresenta características de independência, podendo ser calmo e dócil, mas seu instinto de caçador pode aparecer em algumas ocasiões.

Se você pretende ter um cão de guarda, o shiba inu adulto pode servir para você. Caso queira um cãozinho mais domesticado, calminho e tranquilo, ele também se sairá bem. Tudo irá depender de como você irá criar e ensinar seu filhote.

raça shiba gosta muito de viver em ambientes grandes e abertos, mas não vê problemas em morar em lugares menores, como apartamentos. Por serem cães independentes, podem ficar um tempo maior sem a presença dos donos.

É muito brincalhão, mas também muito teimoso, já que escolhe a hora certa de fazer ou não algo. Por isso, é aconselhável você já ter alguma experiência de convivência com outros cachorros para poder ter mais autoridade na hora de seu aprendizado.

Podem ser encontradas diversas cores de pelagem. A mais comum é a cor vermelha, seguida pela preta, sésamo, preto e marrom, vermelho sésamo e preto sésamo. Todas com os pelos brancos em algumas partes do rosto e do corpo, como a parte interna da coxa e da cauda. Sendo cães de regiões mais frias, adoram dormir aconchegados.

Cuidados especiais com os filhotes

Como a raça tem seu extinto de caçador, é importante ensinar o filhote de shiba inu a se comportar bem na presença de outros animais e de desconhecidos.

O filhote é muito ativo e ama brincar. Por isso, é importante que ele seja alimentado com uma ração para filhote que contenha todos os nutrientes para que ele possa ter sempre energia para se desenvolver com saúde e muita beleza.

Ter um shiba inu exige dedicação e tempo. Isso porque eles precisam de exercícios sempre, seja com brincadeiras, caminhadas ou corridas. Se você mora com seu pet em apartamento, sair com ele é muito importante.

Como vivemos em um país tropical, evite os horários mais quentes, principalmente em locais asfaltados. O calor do solo pode machucar as sensíveis patinhas do cão.

Outro cuidado importante é com os pelos. Como é um cão de lugares frios, possui pelagem dupla, por isso precisa de escovação frequente. Os cães que possuem esse tipo de pelagem não devem ser tosados, mesmo em lugares muito quentes.

A expectativa de vida desse pet é de 12 a 15 anos. Cuidar de sua saúde para poder viver sempre bem e feliz é muito importante, ainda mais para essa raça, que costuma ser muito saudável e quase não apresenta problemas. O que pode apresentar é displasia, luxação nas patinhas ou problemas hereditários.

Com informações da Petz

Veja também

+ Golden retriever obeso é abandonado, ganha nova família e perde 45 kg

+ Artista recria rostos de imperadores romanos

+App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+McDonald’s vende molho especial pela primeira vez no Brasil

+ Veja cinco coisas que provocam mau cheiro em cães e saiba como combatê-las

+ Edu Guedes faz desabafo sobre acidente de moto: ‘O susto foi grande’

+ Saiba mais sobre a vacina BCG, uma das mais importantes da infância

+ 4 passos fáceis para limpar o espelho com produto caseiro

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ Fazer o bem alivia dores físicas e mentais, aponta estudo


  • Back to top