Conheça as raças de cães mais violentas e perigosas - Pet é pop

Conheça as raças de cães mais violentas e perigosas

Conheça as raças de cães mais violentas e perigosas
Conheça as raças de cães mais violentas e perigosas
Conheça as raças de cães mais violentas e perigosas (Foto: Katie Bernotsky/Unsplash)

Por conta do comportamento agressivo e, muitas vezes, perigoso, um ato de 1991 tornou ilegal possuir algumas raças de cães na Inglaterra.

Veja também:

+ As 9 raças de cães com mais chances de apresentar problemas alérgicos
+ Assustado com barulho de fogos, cão sai em disparada e morre atropelado por trem
+ Sequenciamento genético pode livrar seu cão de 10 doenças; saiba quais

O Dangerous Dogs Act 1991 (Ato dos Cães Perigosos de 1991, em inglês) restringe certos tipos de cães e estabelece uma ofensa criminal por permitir que um cão de qualquer raça fique fora de controle.

De acordo com a lei, é ilegal possuir as seguintes quatro raças no Reino Unido:

  • Pit Bull Terrier
  • Tosa Japonês
  • Dogo Argentino
  • Fila Brasileiro

A polícia ou o conselho local têm o direito legal de remover esses cães dos donos, mesmo que não estejam agindo de forma perigosa.

No entanto, os ativistas estão buscando uma emenda à lei, dizendo que os cães proibidos correm o risco de penalidades injustas quando outras raças de cães também podem ser os responsáveis ​​pelos ataques. “Se o seu cão é do tipo proibido depende de sua aparência, e não de sua raça ou nome”, diz a lei.

Os ativistas dizem que essa cláusula não é adequada, pois os cães individuais não são julgados pelo temperamento.

No início deste ano, a RSPCA (Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals) escocesa pediu que os cães fossem julgados de acordo com “atos, não raças”. O governo do Reino Unido disse que a segurança pública é o foco do ato.

Mas, muitos ativistas e especialistas em animais disseram que na maioria das vezes o problema é dos donos, mais do que da raça do cachorro.



  • Back to top