Confira comportamentos do gato que podem indicar problemas de saúde - Pet é pop

Confira comportamentos do gato que podem indicar problemas de saúde

Confira comportamentos do gato que podem indicar problemas de saúde



Confira comportamentos do gato que podem indicar problemas de saúde
Confira comportamentos do gato que podem indicar problemas de saúde (Foto: Sabri Tuzcu/Unsplash)

A maioria dos donos de gatos está familiarizada com alguns sons estranhos que os felinos emitem de vez em quando. Mas, quando esses sons podem indicar problemas de saúde? Confira:

Veja também:

Cuidado: O mau hálito do seu cão pode ser indício de problemas bem piores
Nova geração de areias melhora diagnóstico de problemas renais em gatos
Pessoas com problemas de saúde têm forte vínculo emocional com pets, mostra estudo

A maioria dos proprietários de gatos está familiarizada com o som de “ganido” que um gato faz antes de tossir uma bola de pêlo como resultado de sua limpeza constante.

O que pode causar tosse em um gato?

A veterinária residente Margareth Chang, da Vets On Call, disse ao Yahoo News Australia que se um gato tem uma tosse persistente, isso não irá terminar com uma bola de pelo para os donos limparem, pode ser sinal de um sério problema de saúde.

“A maioria dos veterinários concordaria que as duas principais coisas em que pensaríamos são asma felina e bronquite crônica. As duas condições podem apresentar-se de forma muito semelhante, portanto, testes adicionais seriam necessários para diferenciar entre as duas”, disse a veterinária.

A asma felina é a reação exagerada do corpo do seu gato a estimulantes como pólen ou poeira. “Pode levar a alterações nas vias aéreas de um gato, incluindo espessamento das paredes das vias aéreas e aumento em algumas linhas de células brancas, que levam ao estreitamento do espaço das vias aéreas”, explicou a Dra. Chang.

No entanto, a bronquite crônica é uma condição inflamatória e pode ser desencadeada por um traumatismo de uma lesão física ou infecções anteriores. “A reação do corpo ao gatilho também pode causar alterações semelhantes nas vias aéreas como na asma, portanto, sinais clínicos semelhantes.”

Como identificar a diferença entre asma felina e bronquite crônica

Se você suspeita que seu gato tem asma felina ou bronquite crônica, a Dra. Chang sugere uma visita a um veterinário, onde eles podem fazer um check-up completo e fatores como idade e histórico médico podem ser levados em consideração, pois o tratamento é diferente para as duas condições.

A Dra. Chang disse que um veterinário irá sugerir radiografias de tórax, um ultrassom ou uma tomografia computadorizada para confirmar quaisquer alterações nas vias aéreas do gato. Uma amostra das vias aéreas pode ser coletada e uma cultura bacteriana também pode ser garantida. “Com a asma felina, esperamos ver mais glóbulos brancos específicos para reações alérgicas.”

A asma felina é sazonal?

Assim como os humanos sentem alergias sazonais, a asma felina pode se tornar mais óbvia em diferentes estações. A Dra. Chang explicou que as alergias sazonais geralmente se apresentam em gatos como problemas de pele, como infecções de ouvido, olhos lacrimejantes e coceira.

“Dependendo do alérgeno, na asma felina, mesmo que o alérgeno não seja sazonal, por exemplo – poeira, às vezes você também vê aumento e diminuição dos sintomas que podem parecer sazonais”, disse a Dra. Chang.

Como manter meu gato saudável?

Embora a Dra. Chang tenha dito que geralmente a história de vida de um gato dita seus problemas médicos, há algumas mudanças que você pode fazer para mantê-lo o mais saudável possível.

Não fumar perto de seu animal de estimação ou manter a poeira ao mínimo, como você faria com um humano com alergia, é uma maneira de ajudar seu gato. A Dra. Chang também recomenda manter-se atualizado com o tratamento da dirofilariose do seu felino para eliminar as causas parasitárias da tosse.

Um gato tossindo pode ser um sinal de um problema menos comum, como dirofilariose, infecção fúngica, câncer ou outros parasitas, mas a Dra. Chang disse que antes de entrar em pânico é melhor consultar o seu veterinário.

“A lista pode parecer assustadora, mas geralmente estão mais abaixo na lista de suspeitos. Os veterinários irão considerar todos os aspectos do paciente, incluindo outros sintomas”, afirma. “Se o seu veterinário suspeitar de qualquer um deles, ele pode precisar realizar testes extras conforme necessário para confirmar.”

Veja também

+ Golden retriever obeso é abandonado, ganha nova família e perde 45 kg

+ Artista recria rostos de imperadores romanos

+App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+McDonald’s vende molho especial pela primeira vez no Brasil

+ Veja cinco coisas que provocam mau cheiro em cães e saiba como combatê-las

+ Edu Guedes faz desabafo sobre acidente de moto: ‘O susto foi grande’

+ Saiba mais sobre a vacina BCG, uma das mais importantes da infância

+ 4 passos fáceis para limpar o espelho com produto caseiro

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ Fazer o bem alivia dores físicas e mentais, aponta estudo


  • Back to top