Confira as 10 raças de cães mais caras do mundo - Pet é pop

Confira as 10 raças de cães mais caras do mundo

Confira as 10 raças de cães mais caras do mundo
Confira as 10 raças de cães mais caras do mundo
Confira as 10 raças de cães mais caras do mundo (Foto: Cristina Anne Costello/Unsplash)

Ter um cachorro na família é uma experiência maravilhosa. Mas, todas as memórias ao lado desses bichinhos adoráveis podem pesar no seu bolso, especialmente se você tem uma das 10 raças de cães mais caras do mundo.

Veja também:

+ Casal convive com 19 cães e não planeja parar por aí
+ Mito ou verdade? Dá mais trabalho criar cachorro grande que pequeno
+ Cãozinho abraça seus amigos durante os passeios e encanta a internet

Veja quais são as raças de cães mais caras de 2021:

10. Galgo Afegão
Afghan, Greyhound, Afghan Hound, Balutschi-Greyhound
(Foto: Pixabay)

Os galgos afegãos tendem a ter uma vida longa (sua expectativa de vida média é entre 10 e 14 anos), mas eles estão sujeitos a condições de saúde caras. A raça tem predisposição à catarata e hipotireoidismo, que pode custar muito dinheiro para tratar.

9. Cão dos Faraós

Os cães dos faraós são originários das ilhas maltesas e são caçadores experientes de coelhos. A raça também é conhecida por ser altamente inteligente, atlética e leal, mas eles são sensíveis ao estresse e são propensos a problemas digestivos e neurológicos que podem ser caros de tratar.

8. Dogo Argentino
Animal, Dog, Domestic Animal, Dogo Argentino
(Foto: Pixabay)

Os Dogo Argentinos, que foram criados pela primeira vez em 1928, têm tal habilidade de caça que é ilegal possuir um no Reino Unido, e nos estados Colorado e Nova York, segundo a empresa de seguros Prudent Pet. A raça tende a viver entre 12 e 14 anos e está sujeita à displasia coxofemoral e surdez, entre outros problemas graves de saúde.

7. Cão Esquimó Canadense

O cão esquimó canadense é “uma das raças mais raras do mundo e está atualmente em extinção, com menos de 300 cães restantes em 2018”, de acordo com a Prudent Pet. E não é apenas sua escassez que torna esta raça tão cara: os cães também são propensos a torção gástrica, entrópio (quando a pálpebra se dobra sobre si mesma) e artrite.

6. Rottweiler
Rottweiler, Purebred Dog, Animal, Dog, Peaceful
(Foto: Pixabay)

Embora não sejam a raça mais cara para se comprar, os rottweilers são extremamente suscetíveis a quase todas as doenças e condições que afligem os cães, especialmente problemas de quadril e articulações.

5. Azawakh

Vindos da África Ocidental, os Azawakh se tornaram uma raça recentemente reconhecida em 2019. E, embora tenham muito poucas doenças hereditárias, os cães são raros e, portanto, muito caros.

4. Mastim Tibetano

Os mastins tibetanos podem pesar mais de 70 quilos e são conhecidos como guardiões e protetores, até mesmo afastando lobos, leopardos e ursos de atacar ovelhas. Eles também são extremamente caros para comprar, alimentar, cuidar e manter, no geral.

3. Chow Chow
Chow Chow, Chow, Chow-Chow, Dog, Pet, Cute, Portrait
(Foto: Pixabay)

O Chow Chow é uma das raças de cães mais antigas e raras do mundo. E não são apenas caros para comprar, os custos de alimentação, higiene, visitas ao veterinário e tratamento de problemas de saúde podem ser altos durante toda a sua vida, que tende a durar entre oito e 12 anos.

2. Pequeno Cão Leão (Löwchen)
Dog, Lowchen, Laugh, Straw, The Dog Breed
(Foto: Pixabay)

Conhecido como o “cãozinho leão”, o Löwchen é outra raça extremamente rara e cara. Na verdade, existem apenas 300 cães restantes registrados a cada ano em todo o mundo, segundo a Prudent Pet.

1. Samoieda
Samoyed, Dog, Pet, Canine, Animal, Lying, Fur, Snout
(Foto: Pixabay)

No topo da lista das raças de cães mais caras para se possuir em 2021 está o Samoieda. Esses cães raros, originários da Sibéria, não só são caros para comprar, mas também são propensos a problemas de saúde caros, como distrofia da córnea, doenças autoimunes e doenças cardíacas.

  • Back to top