Com 8 milhões de cegos, China possui apenas 200 cães-guias - Pet é pop

Com 8 milhões de cegos, China possui apenas 200 cães-guias

Com 8 milhões de cegos, China possui apenas 200 cães-guias



Com 8 milhões de cegos, China possui apenas 200 cães-guias
Com 8 milhões de cegos, China possui apenas 200 cães-guias (Foto: Reprodução/CNN)

Aos 11 anos, Yang Kang perdeu a visão devido a um tipo raro de câncer ocular. Mas ele se considera um dos poucos sortudos entre os milhões de cegos da China: ele tem um cão-guia.

Veja também:

Com 6 milhões de deficientes visuais, Brasil tem apenas 100 cães-guia
Cidade paulista prepara ônibus, cobradores e motoristas para receber cães-guia
Em plena pandemia, cães-guia embarcam em viagem para concluir treinamento

Yang divide seu tempo entre morar em Pequim com sua esposa e dirigir um estúdio de piano em sua cidade natal, Tangshan, uma extensa cidade industrial a cerca de 160 quilômetros de distância.

Sua jornada semanal consiste em uma viagem de trem de alta velocidade, duas viagens de ônibus e três baldeações de metrô em estações frequentemente lotadas. Teria sido impossível para a maioria dos chineses cegos, mas Yang é abençoado com um companheiro peludo que o guia a cada passo do caminho: Dick, um Labrador de quatro anos.

Cães-guia como Dick são tão raros na China que Yang esperou cinco anos para conseguir um. De acordo com a emissora local CCTV, a China tinha apenas cerca de 200 cães em serviço até abril, o que os torna ainda mais raros do que os pandas gigantes.

A escassez de cães de serviço é ainda mais notável considerando o grande número de pessoas que poderiam se beneficiar de sua ajuda. A Associação Chinesa de Cegos estima que a população com deficiência visual do país seja superior a 17 milhões. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, oito milhões de chineses são completamente cegos: quase o mesmo que toda a população da Suíça.

É um cão-guia para cada 85 mil chineses que perderam parcial ou totalmente a visão. Em comparação, cerca de um em cada 50 cegos e deficientes visuais nos Estados Unidos possuem cães-guia. Na Grã-Bretanha, mais de mil cães-guia são treinados a cada ano para um total de 36 mil pessoas que são registradas como cegas.

Além disso, as ruas na China são perigosas e pouco acessíveis para deficientes visuais. Antes de Dick aparecer, Yang teve que contar com sua bengala para se locomover, mas ele disse que era difícil e perigoso cruzar as rodovias com várias pistas e navegar pelas numerosas passagens de pedestres e túneis que constituem a capital chinesa sozinho. “Eu estava com medo constante”, disse ele. “O mais assustador é que não tenho ideia de como é o caminho à frente.”

Embora muito progresso tenha sido feito nos últimos anos, as cidades chinesas ainda estão longe de ser amigáveis ​​para deficientes. Mesmo em Pequim, falta acessibilidade em muitos lugares. Por exemplo, nem todas as faixas de pedestres têm sinais de trânsito audíveis para cegos, disse Yang.

Mesmo quando as instalações de acessibilidade estão instaladas, às vezes não atendem ao seu propósito. A maioria das cidades chinesas, por exemplo, tem pavimentação tátil projetada para orientar as calçadas de forro cego ao longo das ruas principais – conforme exigido por uma lei aprovada em 2001.

Mas, muitas vezes são extremamente perigosas de usar. Alguns são construídos para ziguezaguear por uma rua, enquanto outros levam direto para árvores, postes de luz ou hidrantes. Muitos são constantemente ocupados por carros, bicicletas ou vendedores ambulantes estacionados ilegalmente.

(Foto: Reprodução/CNN)

“Os pisos táteis são basicamente impossíveis de andar”, disse Yang, que desistiu de segui-los anos atrás. “Eles não são construídos ou mantidos com a conveniência de pessoas cegas em mente.”

Yang descobriu os cães-guia em 2008, quando um Golden retriever levou Ping Yali, um saltador parcialmente cego que ganhou a primeira medalha de ouro paraolímpica da China, na cerimônia de abertura para retransmitir a tocha dos Jogos Paraolímpicos de Pequim.

Depois de três anos pesquisando e fazendo ligações, Yang finalmente descobriu onde se inscrever para conseguir um: um centro de treinamento de cães-guia na cidade de Dalian, no nordeste do país.

Fundado em 2006, o centro de Dalian foi o primeiro desse tipo na China, mas instalações semelhantes existiram internacionalmente por décadas. A primeira escola de cães-guia do mundo foi fundada durante a Primeira Guerra Mundial, na Alemanha, para ajudar os soldados que retornaram e ficaram cegos nas linhas de frente. Os Estados Unidos tiveram sua primeira escola de cães-guia em 1929, e o Reino Unido em 1940, de acordo com a International Guide Dog Federation.

O problema principal para a falta de cães-guia é que os centros de treinamento são organizações sem fins lucrativos e dependem de doações e financiamento do governo. O centro de Dalian fornece cães-guia aos candidatos gratuitamente, mas cada animal custa cerca de US$ 30 mil (cerca de R$ 161 mil) para treinar.

Nos primeiros anos, Wang usou suas próprias economias para manter o centro funcionando. Então, em 2010, o governo de Dalian começou a subsidiar o centro com US$ 9.106 (aproximadamente R$ 49 mil) para cada cão-guia que treina.

O centro também recebe doações do público, mas muitas vezes não são suficientes para cobrir os custos. Atualmente, o centro enfrenta um déficit orçamentário de 30%. “Se tivéssemos financiamento suficiente, poderíamos treinar mais cães-guia”, disse Liang Jia, funcionária do centro de Dalian. “Mas a realidade é que só podemos operar com o dinheiro que temos.”

Liang espera que o governo – especialmente o governo central de Pequim – possa oferecer mais recursos, já que seus cães-guia são oferecidos a candidatos não apenas de Dalian, mas de toda a China. O centro também está tentando aumentar a conscientização pública sobre os cães-guia nas redes sociais, na esperança de atrair mais doações.

Veja também

+ Golden retriever obeso é abandonado, ganha nova família e perde 45 kg

+ Artista recria rostos de imperadores romanos

+App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+McDonald’s vende molho especial pela primeira vez no Brasil

+ Veja cinco coisas que provocam mau cheiro em cães e saiba como combatê-las

+ Edu Guedes faz desabafo sobre acidente de moto: ‘O susto foi grande’

+ Saiba mais sobre a vacina BCG, uma das mais importantes da infância

+ 4 passos fáceis para limpar o espelho com produto caseiro

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ Fazer o bem alivia dores físicas e mentais, aponta estudo


  • Back to top