Cientistas revelam como os gatos malhados ganham as listras na pelagem - Pet é pop

Cientistas revelam como os gatos malhados ganham as listras na pelagem

Cientistas revelam como os gatos malhados ganham as listras na pelagem
Cientistas revelam como os gatos malhados ganham as listras na pelagem
Cientistas revelam como os gatos malhados ganham as listras na pelagem (Foto: Engin Akyurt/Unsplash)

Já se perguntou de onde vem as listras na pelagem dos gatos malhados? Um novo estudo investigou esse antigo mistério dos felinos.

Veja também:

+ 85% dos casos de demência em cães e gatos não são diagnosticados
+ Vídeo viral: bebê joga cobertor sobre gato surpreendentemente paciente
+ Gata come as flores da noiva e quase impede casamento na Inglaterra

A pesquisa, realizada por cientistas afiliados ao HudsonAlpha Institute for Biotechnology do Alabama e à Stanford University School of Medicine, foi publicada na terça-feira (7) na revisa científica Nature Communications.

No estudo, os pesquisadores examinaram 200 litros de embriões, investigando o mistério de como os padrões emergem em um gato em desenvolvimento.

“Achamos que este é realmente o primeiro vislumbre do que as moléculas (envolvidas no desenvolvimento de padrões) podem ser”, disse o Dr. Gregory S. Barsh, um dos autores do relatório, ao The New York Times.

O estudo descobriu que as diferenças na expressão dos genes do embrião determinavam as cores que eles produziriam no pelo mais tarde, durante o crescimento dos folículos capilares. Células de pelo de gato aparentemente idênticas podem adquirir assinaturas genéticas diferentes que mais tarde resultam nos intrincados padrões de pelos do gato. O mesmo pode ser dito para grandes felinos selvagens, como leopardos e tigres.

A nova pesquisa determinou que um gene conhecido como Dickkopf 4 (Dkk4) é vital para o processo. Alguns gatos, como o Abissínio, carregam o que é chamado de padrão marcado, onde em vez de listras, o gato pode parecer semelhante a um gato malhado em algumas áreas, embora tenha marcas menores, semelhantes a manchas. O estudo mostra que isso ocorre quando o gene Dkk4 sofre mutação nesses gatos.

  • Back to top