Ciência explica 6 comportamentos comuns dos gatos - Pet é pop

Ciência explica 6 comportamentos comuns dos gatos

Ciência explica 6 comportamentos comuns dos gatos
Ciência explica 6 comportamentos comuns dos gatos
Ciência explica 6 comportamentos comuns dos gatos (Foto: Caleb Woods/Unsplash)

Os gatos possuem diversos comportamentos que, na visão dos donos, podem parecer estranhos. Confira o que os especialistas sabem sobre os hábitos comuns dos gatos!

Veja também:

A especialista em comportamento animal Emma Grigg, explicou à revista UC Davis que a compreensão dos hábitos dos pets pode ser muito benéfica para os donos. “Pessoas que sabem mais sobre seus gatos e entendem melhor o comportamento dos gatos tendem a ter melhores vínculos com eles. Isso nos permite realmente apreciá-los mais pelo que são”, afirmou ela.

Saiba mais sobre comportamentos comuns dos gatos:

1. Maneiras diferentes de mostrar afeto

Se você já se perguntou porque o seu gato gosta de se mover entre suas pernas ou deu algumas cabeçadas em você, é provável que eles estejam tentando mostrar que amam você. “Há uma glândula em suas bochechas que eles usam para marcar o cheiro. De certa forma, eles estão marcando você como parte do mundo deles”, explicou Emma.

Buscar a proximidade de uma pessoa com quem se sinta seguro é um sinal de confiança. Dependendo do gato, eles podem querer vários graus de afeição física de seu dono ou mesmo nenhum.

2. Por que os gatos ronronam?

Um dos equívocos mais comuns sobre os gatos é que eles ronronam apenas quando estão felizes. Embora o ronronar seja geralmente um sinal de contentamento, os gatos também ronronam quando estão feridos ou morrendo. Assim, acredita-se que o ronronar seja mais uma função para solicitar carinho, atenção, conforto e/ou ajuda de um companheiro social.

3. Amassar um cobertor

Os donos de gatos podem notar seus gatos massageando superfícies macias de vez em quando, sejam cobertores ou humanos. A especialista disse que esse comportamento provavelmente é herdado de seus dias como filhotes. Ao mamar, os gatinhos tendem a massagear a mãe para ajudar na liberação do leite e como um comportamento reconfortante.

“Quando eles fazem isso em uma pessoa favorita ou na cama, é um comportamento que acalma a si mesmo. Com os humanos, é quase como um sinal de vínculo: ‘Você é alguém importante para mim e eu me sinto confortável’. Portanto, é uma coisa boa”, acrescentou Emma.

4. Gorjear ao ver pássaros

Embora o raciocínio exato por trás dos gorjeios ocasionais dos gatos quando eles observam a presa não seja claro, os especialistas nos comportamentos dos animais acreditam que o som reflete sua animação, principalmente quando veem presas que não conseguem pegar.

Da mesma forma, os gatos sacudindo o corpo antes de atacar os brinquedos podem servir a vários propósitos, incluindo preparar seus músculos para dar um salto ou para obter uma visão melhor da presa e melhorar sua percepção de profundidade.

5. Por que eles gostam de erva-dos-gatos?

Para cerca de 50 a 75 por cento dos gatos, uma pequena pitada de erva-dos-gatos em um brinquedo ou prová-la em guloseimas especiais pode mudar seu comportamento. As reações à erva-dos-gatos podem variar: alguns gatos tornam-se muito maduros, enquanto outros tornam-se agressivos quando estimulados.

Isso pode ser atribuído ao principal ingrediente ativo encontrado na planta: um óleo essencial conhecido como nepetalactona. O efeito semelhante a uma droga no sistema nervoso central começa através do bulbo olfatório e produz uma reação aparentemente eufórica ou alucinógena em alguns gatos.

6. Deitar em cima do computador

Como muitos donos de gatos continuam a trabalhar em casa, alguns podem ter notado cada vez mais a afinidade de seus gatos por deitar em livros e teclados de computador. Além de deitar em laptops devido ao calor que eles fornecem, Emma disse que a aparente imitação dos gatos de nossas ações é um comportamento de ligação social.

“É por causa de nós e da nossa presença. Eles estão procurando nossa atenção. Eles querem estar conosco naquele momento”, explicou ela. Ao se deitarem sobre nossos pertences, os gatos são simultaneamente atraídos por itens que cheiram como nós, enquanto também marcam seus cheiros em nossos pertences como parte de seu território.

  • Back to top