Casal se recusa a sair da Ucrânia para cuidar de seus 20 gatos, e a internet aplaude - Pet é pop

Casal se recusa a sair da Ucrânia para cuidar de seus 20 gatos, e a internet aplaude

Casal se recusa a sair da Ucrânia para cuidar de seus 20 gatos, e a internet aplaude
Casal se recusa a sair da Ucrânia para cuidar de seus 20 gatos, e a internet aplaude
Casal se recusa a sair da Ucrânia para cuidar de seus 20 gatos, e a internet aplaude (Foto: Reprodução/Facebook)

Um casal que cuida de 20 gatos em um Cat Cafe de Lviv, uma cidade do oeste da Ucrânia, se recusou a deixar o país que está sendo devastado pela guerra.

Veja também:

+ Estudante indiano pede ajuda para sair da Ucrânia com seu cãozinho de estimação
+ Vídeo hilário: reações de gato a alimentador automático faz rir até o Carnaval que vem
+ Cientistas desenvolvem pílula que estica a vida dos cães em pelo menos três anos

A cafeteria é administrada por Serhii e Marta, que estão sendo aplaudidos pelos internautas após se recusarem a fechar o local e evacuar a cidade, apesar da ameaça às suas vidas.

“Não vamos sair de casa. O Cat Cafe tem dois andares, incluindo um porão, onde os gatos podem se esconder e sobreviver a um ataque de mísseis”, disse Serhii ao CNBC TV18.

Segundo o casal, por sua proximidade com a Polônia, a cidade está mais calma do que as outras localidades do país. “Mas estamos prontos para qualquer eventualidade. Muitas vezes ouvimos sirenes aéreas de alerta, aviões militares ucranianos e helicópteros voando no céu”, contou ele.

Ele ainda contou que os animais estão calmos no momento, pois o café ainda está aberto ao público. “A quarentena do Covid-19 foi mais dolorosa para eles, porque tivemos que fechar nosso café”, acrescentou.

No photo description available.
(Foto: Reprodução/Facebook)

Nas fotos compartilhadas pelo casal nas redes sociais, os gatos são vistos brincando e descansando no café, fazendo um espetáculo delicioso para os visitantes. Os clientes podem brincar com os gatos e alguns até oferecem um pedaço de sua comida com eles.

“Agora, quase ninguém trabalha na cidade, mas há pessoas que estão deixando suas casas devido à invasão russa, queremos fornecer comida e água para que possam relaxar depois de uma viagem difícil”, concluiu Serhii.



  • Back to top