Cão nasce cego, e donos só percebem quando ele chega aos 7 anos - Pet é pop

Cão nasce cego, e donos só percebem quando ele chega aos 7 anos

Cão nasce cego, e donos só percebem quando ele chega aos 7 anos
Cão nasce cego, e donos só percebem quando ele chega aos 7 anos
Cão nasce cego, e donos só percebem quando ele chega aos 7 anos (Foto: Daniel Plan/Unsplash)

Um Border Collie nasceu completamente cego, mas levou toda a sua vida para obter um diagnóstico. O cão, que deve ter entre cinco e sete anos, foi apelidado de “mistério médico” depois de fazer seus donos acreditarem que ele podia enxergar.

Veja também:

+ Vídeo: cão cego por causa de dono relapso muda de família e ‘enlouquece’ na praia
+ Homem vende o carro para custear tratamento do seu gato e recebe uma grande surpresa
+ Como treinar um cão novo para conviver pacificamente com um gato em casa

Ele passou sua vida entre casas e centros de resgate até que Jane Downes, de 69 anos, de Waterbeach, na Inglaterra, o adotou no ano passado. Um importante veterinário do Reino Unido, que o declarou um “mistério médico”, descobriu recentemente que Dave nasceu com retinas completamente subdesenvolvidas.

“Ninguém tem respostas. É apenas um enigma. É realmente estranho. Ele é um cão cego que pode ver. Talvez seja um sexto sentido, quem sabe? Ele enganou todos – até eu como sua dona, fui enganada por nove meses.”

Quando Jane adotou Dave de um centro de resgate de animais em fevereiro de 2020, nenhum problema foi levantado em relação à visão dele – mesmo após um check-up no veterinário local. “Ele saltou para a parte de trás do carro e eu o trouxe para casa”, contou.

“Algumas pessoas disseram que ele tinha olhos engraçados, mas eu apenas pensei que ele tinha olhos lindos. Em algumas ocasiões, ele batia em coisas, mas eu atribuí isso a ele ser um cão pastor que mais do que provavelmente vivia em um celeiro em vez de uma casa. Ele não colocaria um pé errado. Ele voltaria quando você o chamasse.”

Mas em dezembro, quando Dave tropeçou em um pet shop em Cambridge, o dono da loja sugeriu a Jane que seu cachorro poderia ser cego. Ela levou Dave a um veterinário especializado, onde finalmente descobriram que ele era totalmente cego e que suas retinas nunca haviam se desenvolvido, o que significa que ele era cego desde o nascimento.

Após a revelação, Jane pediu a ajuda de David Williams, da Universidade de Cambridge, um importante oftalmologista veterinário, que organizou dois desafios de pista de obstáculos para Dave e um teste de retina, que confirmou o diagnóstico.

“Eu vejo muitos cães cegos e todos eles batem em objetos de uma forma que Dave não fez – então, no momento, ele é um mistério médico”, disse o especialista a um jornal local.  “Só porque estou fazendo isso há 33 anos, não significa que vi tudo, e isso não posso explicar. Na vida você gosta de pensar que sabe tudo, mas nem sempre é assim.”

Dave agora gosta de correr em casa com seu novo irmão Sammy, um Border Collie de dois anos, que se juntou à família em outubro. Jane, que mora com o marido Mick, de 78 anos, disse que Dave vive uma vida feliz e plena.

“Ele vai direto para sua comida. Ele persegue outros cães, embora não possa vê-los. Ele pode pular no porta-malas do meu carro. Ele anda em volta de poças. Nas raras ocasiões em que ele tropeça em alguma coisa, ele simplesmente dá de ombros e segue em frente.”

O único limite de Dave é o medo de ir para a praia, mas Jane não sabe se isso se deve à cegueira dele ou a uma possível experiência traumática de quando era filhote.

  • Back to top