Cão aprende a usar equipamento de proteção individual para acompanhar dona no trabalho - Pet é pop

Cão aprende a usar equipamento de proteção individual para acompanhar dona no trabalho

Cão aprende a usar equipamento de proteção individual para acompanhar dona no trabalho
Cão aprende a usar equipamento de proteção individual para acompanhar dona no trabalho
Cão aprende a usar equipamento de proteção individual para acompanhar dona no trabalho (Foto: SWNS)

Este golden retriever foi treinado para ser um assistente de laboratório para sua dona neurocientista deficiente e até usa seu próprio equipamento de proteção individual canino.

Veja também:

O cão de serviço Sampson é obrigado a usar EPI por razões de segurança, pois ele ajuda a proprietária Joey Ramp a realizar seu trabalho de laboratório crucial todos os dias. Joey, de 56 anos, sofreu ferimentos traumáticos na cabeça após um grave acidente a cavalo em 2006 e voltou a estudar para obter uma melhor compreensão do cérebro humano.

Sampson, usando óculos e jaleco, é o primeiro canino a ter acesso a um laboratório de química na Universidade de Illinois. “Se eu deixar cair algo no laboratório, ele virá para o meu lado e posso usá-lo como suporte para me ajoelhar e pegar o que preciso”, disse Joey. Sampson também está disponível para detectar sinais e reagir ao transtorno de estresse pós-traumático de Joey.

Joey, uma ex-treinadora de cavalos, danificou seu córtex pré-frontal e sofreu danos permanentes nos nervos do lado esquerdo do corpo após o acidente. Ela também teve 23 ossos quebrados, incluindo uma órbita ocular fraturada, maçã do rosto, duas vértebras, mandíbula e clavícula.

Joey agora possui dois diplomas de bacharelado em neurociência e está trabalhando para seu doutorado com a ajuda de Sampson no laboratório.

“Eu não poderia fazer um programa de neurociência sem a ajuda dele. Há mais foco no cão do que no serviço que eles estão prestando, e eles estavam impedindo uma população inteira de alunos de entrar no trabalho de laboratório e, finalmente, no campo de estudo de ciência, tecnologia, engenharia e matemática”, disse ela ao SWNS.

Cão aprende a usar equipamento de proteção individual para acompanhar dona no trabalho
(Foto: SWNS)

Isso se tornou o motivo para Joey começar a defender que cães-guia pudessem entrar em laboratórios e criar diretrizes para que isso acontecesse. Essas diretrizes incluem cães tendo que usar o mesmo equipamento de proteção individual de laboratório que os humanos usam e estar na linha de visão direta de seu dono o tempo todo.

Eles também devem ter um tapete com forro de borracha e ser treinados para deitar nele por até quatro horas, fora do caminho de tráfego do laboratório, e aprender a recuperar as coisas sob comando, em vez de automaticamente.

Joey e Sampson agora trabalham com universidades em todo o mundo para ajudá-las a adotar as diretrizes e introduzir mais cães de serviço nos laboratórios. “Ele desvenda o mistério do que um cão de serviço faz e como você pode acomodá-lo em um laboratório”, disse ela. “Isso também dá aos treinadores uma ideia do que o treinamento de seu cão requer, porque aprender a usar óculos de proteção leva tempo.”

Joey inclui a rotina de equipamento de proteção individual na vida cotidiana de Sampson para mantê-lo aclimatado com seu traje de trabalho. “Se não ficarmos no laboratório por um tempo, vou colocar os óculos de proteção, vamos sair e jogar frisbee, e ele vai correr”, disse ela.

Sampson é um golden retriever normal que adora rolar na lama e brincar de buscar fora do trabalho. “Ele é apenas um cachorro normal quando estamos em casa e está brincando”, acrescentou Joey.

dog lab assistant
(Foto: SWNS)

Embora Joey saiba que Sampson fica bonito em seu EPI, ela quer que as pessoas se lembrem de que ele tem um trabalho importante a fazer e quer que o público comece a se acostumar com cães de serviço em laboratórios.

“Eu realmente quero que as pessoas comecem a entender que os cães-guia têm um alto nível de treinamento”, disse ela. “Eles fornecem independência e mantêm seu treinador saudável, feliz e capaz de levar a vida de maneiras que não seriam capazes de viver sem seu cão de serviço.”

“Pessoas com deficiência querem estudar ciências e olhar para pessoas com deficiência e tratadores de cães de serviço com o objetivo de tornar as coisas mais acessíveis para elas é realmente importante e está na hora”, acrescentou Joey.

  • Back to top