Cão ajuda na captura e morte de terrorista do Estado Islâmico - Pet é pop

  • Cão ajuda na captura e morte de terrorista do Estado Islâmico

    Pastor belga malinois das Forças Armadas dos EUA - Foto: Twitter
    -->



    Pastor belga malinois das Forças Armadas dos EUA - Foto: TwitterDepois de recuperado de ferimentos leves, o cão militar creditado como participante do ataque que matou o líder do Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi, no dia 26 de outubro, já voltou ao trabalho no noroeste da Síria.

    Pastor belga malinois participa de busca e captura no Afeganistão - Foto US Army
    Pastor belga malinois participa de busca e captura no Afeganistão – Foto US Army

    Por razões de segurança, o general do exército americano Mark Milley, presidente do Estado-Maior Conjunto, não divulgou o nome nem o sexo do(a) pastor(a) belga malinois.

    Essa raça é a preferida pelos militares para missões “sensíveis”, de acordo com um funcionário do Departamento de Defesa. Foi também um pastor belga malinois que acompanhou os soldados da marinha americana no ataque que matou Osama bin Laden em 2011.

    Gabe, uma pastora belga malinois de 12 anos, treina com o sargento Nathan Nash - Foto US Air Force
    Gabe, uma pastora belga malinois de 12 anos, treina com o sargento Nathan Nash – Foto US Air Force

    Na caça ao líder do Estado Islâmico, o cão acompanhou uma força de operadores especiais, que localizaram e rastrearam al-Baghdadi em seu complexo no noroeste da Síria, a cerca de seis quilômetros da fronteira com a Turquia.

    O presidente Donald Trump disse que al-Baghdadi se matou detonando um colete suicida depois de ficar encurralado em um túnel.

    Soldados americanos se despedem de Tanja, pastora belga malinois que se aposentou em janeiro de 2013, após 12 anos de serviço – Foto US Air Force

    Trump lamentou que o cachorro tenha sido ferido na operação e homenageou o pastor belga malinois em sua conta no Twitter:

    “Nós liberamos uma imagem do cão maravilhoso (o nome não foi liberado) que fez um grande trabalho na captura e morte do líder do Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi!”, escreveu o presidente.

    Os vídeos abaixo deixam claras as razões pelas quais o pastor belga malinois é um queridinho das forças armadas:

  • Back to top