Cães vão à escola para ajudar alunos a lidar com traumas e saída do isolamento no Reino Unido - Pet é pop

Cães vão à escola para ajudar alunos a lidar com traumas e saída do isolamento no Reino Unido

Cães vão à escola para ajudar alunos a lidar com traumas e saída do isolamento no Reino Unido
Cães vão à escola para ajudar alunos a lidar com traumas e saída do isolamento no Reino Unido
Cães vão à escola para ajudar alunos a lidar com traumas e saída do isolamento no Reino Unido (Foto: Reprodução/Instagram)

Um time de cães especiais estão ajudando os alunos de escolas em todo o sul do País de Gales a lidar com problemas e traumas durante a pandemia.

Veja também:

Os líderes da escola dizem que os amigos de quatro patas estão preenchendo a lacuna entre os jovens e os adultos treinados para ajudá-los. O sucesso do programa The Therapeutic Animal Assisted Activities, carinhosamente conhecido como The Baxter Project (Projeto Baxter), levou a melhores atitudes, comportamento e autoestima.

Os professores disseram que com o isolamento sentido por muitos se tornando ainda mais agudo durante a pandemia, os serviços dos cães e de seus humanos especialmente treinados são mais importantes do que nunca.

O Projeto Baxter leva cães a 11 escolas primárias e secundárias para trabalhar com crianças e adolescentes. Dave O’Driscoll, que iniciou o esquema três anos atrás com seu border terrier Baxter, de quatro anos, disse que os animais agem como um quebra-gelo para construir relacionamentos para que as crianças se sintam seguras.

O programa trabalha com escolas para identificar os jovens com maior risco de desenvolver comportamentos e atitudes anti-sociais, bem como aqueles que sofreram experiências adversas como negligência, abuso e luto. Alguns estão sob cuidados ou são eles próprios jovens cuidadores, outros estão a lidar com problemas de auto-estima e comportamento.

Dave, um profissional de recuperação de traumas, trabalhador jovem e ex-oficial do serviço de condicional, enfatizou que os cães não são cães de terapia. Os animais funcionam como uma ponte entre o praticante e o jovem.

Os animais e seus proprietários continuaram a frequentar as escolas enquanto eles estavam abertos apenas para os filhos dos trabalhadores vulneráveis ​​e essenciais durante o lockdown do último semestre.



  • Back to top