Cães sentem ciúmes quando os donos brincam com outros bichos? Veja o que a ciência já sabe a respeito - Pet é pop

Cães sentem ciúmes quando os donos brincam com outros bichos? Veja o que a ciência já sabe a respeito

Cães sentem ciúmes quando os donos brincam com outros bichos? Veja o que a ciência já sabe a respeito
Cães sentem ciúmes quando os donos brincam com outros bichos? Veja o que a ciência já sabe a respeito
Cães sentem ciúmes quando os donos brincam com outros bichos? Veja o que a ciência já sabe a respeito (Foto: Mike Burke/Unsplash)

Uma grande porcentagem dos donos relataram que seus cães pareciam sentir ciúmes quando eles brincavam com outros animais. Será que isso é verdade? Confira o que a ciência descobriu.

Veja também:

De acordo com uma nova pesquisa publicada na revista Psychological Science, os donos estão corretos em suas observações. Os cães realmente demonstram comportamentos de ciúmes quando veem que seus donos estão interagindo com um animal “rival”.

“A pesquisa tem apoiado o que muitos donos de cães acreditam firmemente: os cães exibem um comportamento ciumento quando seu companheiro humano interage com um rival em potencial”, disse a principal autora do artigo, Amalia Bastos, da Universidade de Auckland.

“Queríamos estudar esse comportamento mais completamente para determinar se os cães poderiam, como os humanos, representar mentalmente uma situação que evocasse o ciúme”, acrescentou ela.

Os cães parecem ser uma das poucas espécies que podem exibir comportamentos de ciúmes de maneira semelhante a uma criança humana que mostra ciúme quando sua mãe dá afeto a outra criança.

Em humanos, o ciúme está intimamente ligado à autoconsciência, que é uma das razões pelas quais os pesquisadores da cognição animal estão tão interessados ​​em estudar o ciúme e outras emoções secundárias nos animais.

Para testar como e quando os cães exibem um comportamento de ciúme, os pesquisadores apresentaram a 18 cães situações em que eles podiam imaginar uma interação social entre seu companheiro humano e um cão falso realista ou um cilindro de lã. O cachorro falso servia como um rival potencial para chamar a atenção, enquanto o cilindro servia como controle.

No experimento, os cães observaram o rival cão falso posicionado ao lado de seu dono. Uma barreira foi então colocada entre o cão e o rival em potencial, ocultando-os de vista. Apesar de bloquear a linha de visão, os cães tentaram vigorosamente alcançar seus donos quando pareciam acariciar o falso cão rival atrás da barreira. Em um experimento repetido usando um cilindro de lã em vez de um cachorro falso, os cães puxaram a guia com muito menos força.

Por meio do estudo, Bastos e seus colegas descobriram que os cães exibiam três sinais de comportamento ciumento semelhantes aos humanos. O comportamento ciumento emergia apenas quando seu dono interagia com um rival social percebido e não com um objeto inanimado, ou seja, ocorreu como consequência dessa interação e não devido à mera presença de um rival em potencial e surgiu mesmo para uma interação invisível entre seu dono e um rival social.

  • Back to top