Cães nunca são velhos demais para serem treinados; saiba como ensinar novos truques ao seu - Pet é pop

Cães nunca são velhos demais para serem treinados; saiba como ensinar novos truques ao seu

Cães nunca são velhos demais para serem treinados; saiba como ensinar novos truques ao seu
Cães nunca são velhos demais para serem treinados; saiba como ensinar novos truques ao seu
Cães nunca são velhos demais para serem treinados; saiba como ensinar novos truques ao seu (Foto: Kanashi/Unsplash)

Conhece aquele ditado que diz “não se ensina truques novos a cães velhos”? De acordo com especialistas, isso é furada: você pode, sim, ensinar algo novo para seu cachorro adulto ou idoso. Confira!

Veja também:

Esse pensamento costuma influenciar a adoção de cães mais velhos nos abrigos, pois os potenciais interessados em adotar um amigo podem pensar que não vão conseguir treiná-lo para o ambiente domiciliar.

“Cachorros velhos podem aprender novos truques, e isso não é surpresa, já que mesmo nós, humanos, nunca envelhecemos para aprender novas habilidades. Pode levar um pouco mais de tempo às vezes, mas se nunca aprendêssemos coisas novas, não sobreviveríamos”, afirmou a especialista em comportamento canino, Karen Wild.

Um grande exemplo foi como nos adaptamos à tecnologia. Os computadores evoluíram e nós aprendemos a utilizá-los. O Facebook apareceu e nós aprendemos a utilizá-los. Se humanos adultos aprenderam essas coisas, seu cão velho também poderá aprender coisas novas.

No entanto, não há como negar que levará mais tempo, pois os filhotes possuem uma facilidade maior de aprender coisas novas, portanto, tenha paciência e seja persistente no seu treinamento.

Confira como treinar seus cães velhos

“Peça para seu cachorro ‘sentar’ toda vez que ele quiser algo. O treinamento do cão não deve envolver esforço impossível. Isso pode ser organizado em tempo, mas é melhor apenas desenvolver uma expectativa eficiente de ‘sentar’ que significa ‘por favor’. Dessa forma, seu cão aprenderá a sentar-se como uma forma de pedir, em vez de pular ou roubar”, explicou Karen.

A especialista também salienta que donos acabam permitindo que seus cães passem mais tempo se divertindo, perseguindo e brincando com outros cães e brinquedos, sem considerar que a pessoa mais importante na vida do seu cão deve ser você.

“Não é bom chegar em segundo lugar no coração do seu cão em comparação com uma pilha de cocô de coelho. Permita breves sessões de brincadeira com outros cães e, em seguida, chame-o de volta para uma sessão melhor e mais longa com você. Isso não vai acontecer da noite para o dia, mas vale a pena o esforço para colocá-lo firmemente no assento de controle”, concluiu a especialista.

  • Back to top