Cães farejam a verdade e sabem quando donos estão mentindo, diz estudo - Pet é pop

Cães farejam a verdade e sabem quando donos estão mentindo, diz estudo

Cães farejam a verdade e sabem quando donos estão mentindo, diz estudo
Cães farejam a verdade e sabem quando donos estão mentindo, diz estudo
Cães farejam a verdade e sabem quando donos estão mentindo, diz estudo (Foto: Chewy/Unsplash)

Um novo estudo revelou que, por mais que você tente, não consegue enganar o seu cãozinho. Então, quando você estiver mentindo para ele e achar que ele acreditou, pense duas vezes!

Veja também:

Pesquisadores no Japão decidiram investigar a fundo se os cães conseguem distinguir se uma pessoa é confiável ou não. As descobertas foram publicadas na revista Animal Cognition e significam que eles parecem ser muito rápidos em ler as pessoas.

Akiko Takaoka, que liderou o estudo na Universidade de Kyoto, disse à BBC que os cães têm uma inteligência social mais sofisticada do que pensávamos. “Essa inteligência social evoluiu seletivamente em sua longa história de vida com os humanos”, explicou ela.

A equipe de pesquisa chegou a uma conclusão surpreendente após realizar testes em dezenas de animais de estimação confiáveis. Eles seguiram a teoria de que se uma pessoa aponta para algo, um cão normalmente corre e fareja para onde está sendo direcionado.

Testando essa hipótese, um pesquisador apontou cada vira-lata para um recipiente cheio de comida. No entanto, durante o segundo teste, o recipiente foi deixado vazio. Na terceira vez que o cientista apontou para o contêiner, a maioria dos cães ignorou totalmente a instrução.

Takaoka disse que os testes mostraram que os cães podem usar suas experiências para avaliar se o humano mentiu ou não para eles no passado. Ela acrescentou que ficou surpresa que os cães “desvalorizassem a confiabilidade de um humano” tão rapidamente.

John Bradshaw, um cientista veterinário da Universidade de Bristol, disse que os cães gostam que suas vidas sejam previsíveis. “Os cães são muito sensíveis ao comportamento humano, mas têm menos preconceitos Eles vivem no presente, não refletem sobre o passado de forma abstrata, nem planejam o futuro”, concluiu ele.

  • Back to top