Cães farejadores descobrem quase 10 kg de cocaína no aeroporto de Guarulhos - Pet é pop

Cães farejadores descobrem quase 10 kg de cocaína no aeroporto de Guarulhos

Cães farejadores descobrem cocaína no aeroporto de Guarulhos - Foto Receita Federal



Cães farejadores descobrem cocaína no aeroporto de Guarulhos - Foto Receita Federal

As equipes K9, de cães de faro, da Receita Federal e da Polícia Federal, apreenderam quase 10 kg de cocaína no Aeroporto de Guarulhos na madrugada desta quinta-feira, dia 12.

Durante inspeção em bagagens despachadas de voo com destino à África, os cães farejadores sinalizaram duas bagagens.

No interior de uma das malas estavam, aproximadamente, 5,6 kg de cocaína ocultos em duas embalagens de tôner para impressora. A droga se encontrava em bagagem despachada por uma passageira venezuelana que viajaria para Maputo, capital de Moçambique.

Cães farejadores descobrem cocaína no aeroporto de Guarulhos - Foto Receita Federal

No segundo caso, cerca de 4 kg de cocaína foram dissimulados nas capas e contracapas de livros. O entorpecente estava na mala de um passageiro natural de Serra Leoa que tinha como destino final a cidade de Addis Abeba, capital da Etiópia.

Os passageiros foram conduzidos à Polícia Federal do aeroporto.

Cães farejadores descobrem cocaína no aeroporto de Guarulhos - Foto Receita Federal

Com informações da Receita Federal

Veja também

+ Golden retriever obeso é abandonado, ganha nova família e perde 45 kg

+ Artista recria rostos de imperadores romanos

+App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+McDonald’s vende molho especial pela primeira vez no Brasil

+ Veja cinco coisas que provocam mau cheiro em cães e saiba como combatê-las

+ Edu Guedes faz desabafo sobre acidente de moto: ‘O susto foi grande’

+ Saiba mais sobre a vacina BCG, uma das mais importantes da infância

+ 4 passos fáceis para limpar o espelho com produto caseiro

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ Fazer o bem alivia dores físicas e mentais, aponta estudo


  • Back to top