Cães de Simone Biles ‘aparecem’ na Olimpíada para acalmar a dona - Pet é pop

Cães de Simone Biles ‘aparecem’ na Olimpíada para acalmar a dona

Cães de Simone Biles ‘aparecem’ na Olimpíada para acalmar a dona
Cães de Simone Biles ‘aparecem’ na Olimpíada para acalmar a dona
Cães de Simone Biles ‘aparecem’ na Olimpíada para acalmar a dona (Foto: Reprodução/Instagram)

Os cães de Simone Biles, Lilo e Rambo, da raça buldogue francês, fizeram uma aparição especial para a ginasta nas Olimpíadas de Tóquio.

Veja também:

+ Trauma de infância faz ginasta Simone Biles detestar gatos; entenda
+ As 10 melhores raças de cães para quem vive sozinho
+ Pesquisa mostra quanto o comportamento do dono pode estressar o cão

Enquanto Simone executava sua rotina, Scott Evans, do “Access Hollywood”, aplaudia-a nas arquibancadas, segurando recortes de papelão de Lilo e Rambo.

“Queríamos apenas ter certeza de que ela sentiu o amor. Quem te ama mais do que seus filhotes? Como eles não podiam estar lá, nós os trouxemos! A reação dela foi tudo”, disse Evans ao Access Hollywood.

“Estar presente assistindo a este momento pessoalmente é algo que nunca esquecerei. [Biles] naquele feixe foi um triunfo. Meu coração batia forte a cada movimento. Quando ela desmontou daquela viga, finalmente respirei fundo”, comentou.

Biles estava radiante de alegria quando viu seus amigos peludos. Ela já havia dito como Lilo e Rambo impactaram positivamente sua saúde mental durante a pandemia do Covid-19.

“Minha vida é centrada em torno da ginástica e sem ela, e a quantidade de exercícios a que estou acostumada, estou focada em relaxar a mente, relaxar o corpo”, escreveu Biles no Instagram em maio de 2020. “Eu gosto de levar meus cachorros para passear, assistir programas, conversar com minha família e amigos, realmente qualquer coisa além de não fazer nada.”

Na terça-feira (3) foi a primeira vez que Biles competiu nas Olimpíadas de Tóquio desde que se retirou da competição por equipes na semana passada para se concentrar em sua saúde física e mental.

A jovem de 24 anos voltou triunfante, ganhando uma medalha de bronze com uma pontuação de 14.000, sua sétima medalha olímpica de carreira, empatada com Shannon Miller pelo maior ganho de medalhas por uma ginasta dos EUA.

  • Back to top