Atores de ‘Game of Thrones’ adotam cães recolhidos em abrigos - Pet é pop

Atores de ‘Game of Thrones’ adotam cães recolhidos em abrigos



Conhecida pelas interpretações de Arya Stark em “Game of Thrones” e Ashildr em “Doctor Who”, a atriz Maisie Williams vive com Sonny, cãozinho que ela adotou no Bristol Animal Rescue Center, abrigo localizado no Reino Unido.

Logo após a adoção, a atriz compartilhou a sua felicidade com os seguidores de seu perfil no Instagram: “Adotei esse rapazinho no Bristol Dogs and Cats logo depois do Natal. Agora que ele está finalmente instalado, eu quero mostrar para vocês a melhor companhia que eu poderia pedir. Se você estiver procurando por um cachorro e puder adotar em vez de comprar, por favor, faça isso. Você nunca sabe o que pode encontrar”.

Outro ator de “Game of Thrones” que foi pelo mesmo caminho é Harry Lloyd. Durante uma visita ao abrigo Santa Fe Animal Shelter and Humane Society, nos EUA, apaixonou-se por uma chihuahua chamada Angel.

Não pode ficar com a cachorrinha na hora porque ela havia passado por uma cirurgia e estava com pontos. Lloyd voltou dias mais tarde, levou a cadelinha restabelecida para casa e rebatizou-a de Zoey.

Arquivo pessoal

Em sua página no Facebook, o abrigo de Santa Fe comentou a reação do ator com o seu novo bichinho: “Harry diz que Zoey fez uma grande transição em sua vida e que ele está muito feliz com a sua doce garota”.

Veja também

+ Golden retriever obeso é abandonado, ganha nova família e perde 45 kg

+ Artista recria rostos de imperadores romanos

+App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+McDonald’s vende molho especial pela primeira vez no Brasil

+ Veja cinco coisas que provocam mau cheiro em cães e saiba como combatê-las

+ Edu Guedes faz desabafo sobre acidente de moto: ‘O susto foi grande’

+ Saiba mais sobre a vacina BCG, uma das mais importantes da infância

+ 4 passos fáceis para limpar o espelho com produto caseiro

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ Fazer o bem alivia dores físicas e mentais, aponta estudo


  • Back to top