As 10 raças de cães que mais sofrem com a volta dos donos ao trabalho presencial - Pet é pop

As 10 raças de cães que mais sofrem com a volta dos donos ao trabalho presencial

As 10 raças de cães que mais sofrem com a volta dos donos ao trabalho presencial
As 10 raças de cães que mais sofrem com a volta dos donos ao trabalho presencial
As 10 raças de cães que mais sofrem com a volta dos donos ao trabalho presencial (Foto: Melissa Keizer/Unsplash)

Durante a pandemia, nossos cães se acostumaram com a nossa presença em casa durante o dia todo. Com o retorno à normalidade e, consequentemente, ao trabalho presencial, os animais de estimação irão sentir a diferença.

Veja também:

+ Manual interativo gratuito orienta como cuidar do pet na hora de voltar ao trabalho presencial
+ 50% dos donos acreditam que seus cães têm ansiedade de separação, diz estudo
+ Confira os melhores cães de guarda e veja dicas de como treiná-los

No entanto, algumas raças sofrem mais com a saudade dos donos enquanto estão sozinhos do que os outros.

Confira as raças de cães que mais sofrem com ansiedade de separação:

1. Vizsla

O Vizsla, uma raça originária da Hungria, é conhecido como um dos principais “cães velcro” por se manterem sempre colados ao dono. Eles odeiam ficar sozinhos mesmo por apenas um curto período de tempo.

2. Golden Retriever

Um dos cachorros mais populares em todo o mundo também é propenso à solidão. Se o seu labrador estiver latindo e mastigando as coisas de repente, você pode precisar passar mais tempo com ele.

3. Dálmata

Outra famosa raça de “cachorro velcro”, o Dálmata não deve ser deixado sozinho por mais de duas horas. Se eles sofrem de ansiedade de separação, você saberá, porque eles destruirão qualquer coisa em que possam colocar suas patas.

4. Pastor australiano

Outra raça ativa de trabalho, a falta de atividade e companhia tende a deixar o pastor australiano entediado e ansioso, desencadeando sintomas de ansiedade de separação, como comportamentos destrutivos com o intuito de chamar a sua atenção.

5. Pastor alemão

Os pastores alemães podem ter a reputação de ser um cão de trabalho, mas eles desenvolvem laços muito fortes com seus donos e são surpreendentemente sensíveis. Se você tem levado seu pastor alemão para longas caminhadas extras durante a pandemia, uma parada repentina irá confundir e perturbar seu animal de estimação.

6. Cocker Spaniel

O Cocker Spaniel é um adorável animal de estimação, mas eles são particularmente propensos à ansiedade de separação se todos os membros de sua família saírem de casa ao mesmo tempo.

7. Border Collie

O Border Collie é uma das raças de cães mais ativas, criada para passear com seu pastor de ovelhas. Seus altos níveis de energia e inteligência significam que eles precisam de uma grande quantidade de estímulo e a falta de companhia levará à ansiedade de separação muito rapidamente.

8. Bichon Frise

Criado para ser um cão de companhia, o Bichon Frise tende a construir um vínculo rápido e forte com uma pessoa em particular. Mais feliz no colo do dono, a separação prolongada pode causar estresse e tristeza.

9. Chihuahua

Chihuahuas são cães perfeitos para aqueles que vivem em apartamentos, mas eles realmente odeiam ser deixados sozinhos. Um chihuahua que não tem muita companhia humana pode se tornar destrutivo ou mesmo agressivo quando deixado para trás em casa.

10. Havanês

Muito parecido com o Bichon Frise, o Havanês foi criado para ser um cãozinho de estimação e desejar a companhia humana acima de tudo. Deixar esta raça cubana sozinha por muito tempo é uma receita para o desastre.



  • Back to top