Aprenda a passear do jeito certo e combata a ansiedade do seu cão - Pet é pop

Aprenda a passear do jeito certo e combata a ansiedade do seu cão

Aprenda a passear do jeito certo e combata a ansiedade do seu cão
Aprenda a passear do jeito certo e combata a ansiedade do seu cão
Aprenda a passear do jeito certo e combata a ansiedade do seu cão (Foto: Jackson Jost/Unsplash)

Considerada o mal do século, a ansiedade não é um sentimento exclusivamente humano. Os cães também podem ser acometidos por esse e outros transtornos.

Veja também:

5 dicas infalíveis para atenuar a ansiedade do seu pet
Saiba como lidar com a ansiedade de separação do seu gato
5 razões pelas quais o seu cão late demais e como dar um jeito nisso

O curioso é que tais comportamentos dos peludinhos pode ter relação com as atitudes dos seus tutores. Sendo assim, animais que foram abandonados, podem desenvolver estresse pós-traumático; pets que sofreram maus tratos podem se tornar depressivos.

Segundo a veterinária da DogHero , Thais Matos, caso a mudança na personalidade do cão seja persistente, os pais e mães precisam mudar alguns hábitos.

Na correria do dia a dia, os tutores acabam não tendo tempo para seus cães, e os cachorros internalizam essa solidão. Para evitar que a saudade se torne um transtorno psicológico, os pais e mães de cachorro podem investir em uma alimentação mais adequada do pet, em terapias alternativas, além de manter a carteirinha de vacinação em dia e tornar os passeios um hábito cada vez mais recorrente.

Uma caminhada pelo bairro ou em um parque ajuda a acalmar o pet e assim, situações como móveis arranhados e objetos mordidos podem ser menos frequentes. Além disso, o contato do animal de estimação com outros estímulos como sons e cheiros pode evitar o desenvolvimento de fobias, por exemplo.

Como passear com o cachorro

O tutor deve conferir a meteorologia; afinal, nem o humano e nem o cão querem “torrar” sob o sol. Na hora de ir, o pai ou mãe do pet precisa checar a temperatura do chão com a mão e mesmo que o tempo esteja agradável, é preferível caminhar pela sombra.

Além disso, o passeio pode fazer com que o pet sinta fome e sede. Para que a diversão da caminhada caminhada não termine antes da hora por conta da fome, é aconselhável levar água e ração.

Além da necessidade fisiológica, levar lanches para o animal é uma forma de fazê-lo associar o passeio com algo bom. “Uma das razões importantes de passear com cachorro é fortalecer a autoestima dele. Incentivar com pequenos petiscos faz com que ele se sinta confortável para repetir bons comportamentos apresentados durante o passeio”, comenta Thais.

Sem tempo para passeios

A rotina de alguns pais e mães de cachorros pode ser bem inflexível e arranjar tempo para passear com o cachorro parece uma ideia distante. Nesses casos, passeios contratados via aplicativos são uma opção.

Um exemplo de empresas que oferecem essa alternativa é a DogHero, maior empresa com serviços voltados para cães da América Latina. Ao contratar um passeador, o tutor tem mais praticidade no seu dia a dia e o peludinho tem seu passeio garantido.

  • Back to top