Aprenda a identificar os sinais de estresse e ansiedade no seu cão - Pet é pop

Aprenda a identificar os sinais de estresse e ansiedade no seu cão

Aprenda a identificar os sinais de estresse e ansiedade no seu cão
Aprenda a identificar os sinais de estresse e ansiedade no seu cão
Aprenda a identificar os sinais de estresse e ansiedade no seu cão (Foto: JC Gellidon/Unsplash)

Pode parecer surpreendente, mas nossos amigos de quatro patas também sofrem de estresse e ansiedade. Mas, ao contrário dos humanos, os cães não conseguem verbalizar seus sentimentos, o que torna o tratamento difícil.

Veja também:

+ Áudios gratuitos ajudam a reduzir o estresse dos pets durante queima de fogos
+ Vídeo: cachorro muito inteligente usa botões para se comunicar com a dona
+ Algumas coisas que o seu cão adoraria que você soubesse a respeito dele

Uma das responsabilidades dos donos é conseguir reconhecer o que causa ansiedade em seu filhote. Se você consegue diminuir essas causas, pode fazer com que seu cachorro se sinta mais seguro e confortável em seu ambiente.

Sinais de estresse e ansiedade em cães

Os sinais de ansiedade em cães podem ser sutis, o que torna ainda mais importante que você fique atento e aprenda a identificar o que pode estar causando o estresse. O estresse em cães pode ser dividido em três tipos: medo, fobias e ansiedade.

O medo é uma resposta instintiva a uma ameaça externa. Analisar a situação ajuda você a descobrir se é uma resposta normal ou inadequada. Por exemplo, a agressão por medo pode ser normal se houver uma ameaça real ao seu cão ou a seus entes queridos.

Em outros casos, a agressão por medo é considerada inadequada se for direcionada a uma pessoa que não mostra sinais de ser uma ameaça ao seu cão. Lembre-se de que seu cão pode interpretar a situação de maneira diferente, e algo que não é uma ameaça para você pode ser para ele.

As fobias são medos excessivos a um estímulo externo. As fobias mais comuns em cães são as fobias de ruído (fogos de artifício, barulhos altos, trovoadas).

Já a ansiedade é um sentimento desconfortável ou medo relacionado à antecipação do perigo. Por exemplo, a ansiedade de separação ocorre quando um animal de estimação tem reações anormais por estar longe de seu dono, seja por curtos ou longos períodos de tempo.

É importante ser capaz de distinguir entre comportamentos normais e ansiosos do cão, o que requer familiaridade com o comportamento normal do seu cão. Na maioria das vezes, cães relaxados terão olhos redondos e abertos; peso nas quatro pernas; uma cauda levantada; e orelhas levantadas voltadas para frente. Eles vão respirar normalmente, a menos que estejam ofegantes de brincadeiras ou exercícios.

Sintomas de ansiedade em cães

1. Cachorro agitado

Assim como os humanos, os cães geralmente andam ou fazem movimentos circulares amplos repetidamente quando estressados. Isso pode ser um sinal de pânico ou nervosismo em geral. Seu cão também pode tremer ou tremer. Esses sintomas geralmente param quando a causa do estresse desaparece.

2. Aumento da frequência cardíaca

O sistema nervoso autônomo entra em ação automaticamente quando ocorre o estresse. Esta é a resposta de “lutar, fugir ou congelar” aos medos ou estressores externos. É um sistema de resposta involuntária para sobrevivência e adaptação.

Os cães também têm um sistema nervoso simpático. Quando um cão está estressado, esse sistema libera adrenalina e aumenta sua frequência cardíaca e respiratória, que muitas vezes é vista como ofegante.

3. Bocejo

Os cães não bocejam apenas quando estão cansados ​​– eles também bocejam quando estão nervosos. Geralmente, esses bocejos são frequentes e mais longos do que quando estão cansados.

4. Babando

O sistema nervoso de um cão é ativado pelo estresse e causa babar e lamber os lábios com frequência ou “estalar os lábios”. Isso também é visto quando um cão tem náusea e pode ter algo a ver com a ativação do trato gastrointestinal pelo sistema nervoso.

5. Comportamentos compulsivos

Os cães se envolvem em vários comportamentos para ajudar a se acalmar, mas estes podem se tornar compulsivos e destrutivos quando estão realmente estressados. Compulsões comuns incluem lamber-se excessivamente, lamber pisos ou paredes, latir excessivamente ou mastigar objetos compulsivamente.

Muitas vezes, esse comportamento pode levar a infecções de pele por excesso de higiene, ingestão de corpo estranho, dor de estômago por ingerir coisas, comportamento de cavar (buracos, roupas de cama, tapetes) ou destruir suas caixas para se libertar. Chorar ou latir também pode ser um comportamento calmante em cães ansiosos ou uma maneira de nos alertar sobre o estresse.

6. Pupilas dilatadas, sinais auditivos, postura rígida

Cães com ansiedade geralmente têm pupilas dilatadas e piscam mais rápido. Eles tendem a ficar rigidamente atentos quando se preparam para o perigo iminente, mas esse comportamento também pode estar relacionado à resposta involuntária de congelamento, luta ou fuga do sistema nervoso autônomo.

Os brancos de seus olhos tendem a mostrar mais do que quando estão calmos, e suas orelhas podem estar em posição de sentido ou presas contra a cabeça em momentos de estresse. Enfiar o rabo entre as pernas ou deslocar o peso para a parte traseira também pode ser um sinal de medo em cães.

7. Escondendo ou agindo deprimido

Cães estressados ​​geralmente se escondem atrás de você ou de objetos como cadeiras ou carros para evitar estressores. Eles podem parecer hiperativos e usar seus focinhos para cutucar suas pernas ou mãos para dizer para você se afastar do estressor. Seu cão também pode desligar completamente, parar de se mover e parecer deprimido ou desassociado da situação.

8. Diarreia ou acidentes de banheiro

A adrenalina afeta os cães de forma semelhante aos humanos, causando uma vontade repentina de ir ao banheiro. Seu cão pode imediatamente postura e urinar como resultado de estresse, perder o controle de seus intestinos ou até mesmo ter diarreia.

Este comportamento é modulado pelo sistema nervoso simpático. Um sinal gastrointestinal menor de estresse em cães é a diminuição do apetite. Por conta disso, um cão estressado pode até recusar suas guloseimas favoritas se seu nível de ansiedade for muito alto.

9. Derramamento de pelo

Cães que estão estressados ​​geralmente perdem mais pelo, e isso é frequentemente visto durante as visitas ao veterinário.



  • Back to top