Aplicativo promete decifrar o estado de espírito do seu gato - Pet é pop

Aplicativo promete decifrar o estado de espírito do seu gato

Aplicativo promete decifrar o estado de espírito do seu gato
Aplicativo promete decifrar o estado de espírito do seu gato
Aplicativo promete decifrar o estado de espírito do seu gato (Foto: Mikhail Vasilyev/Unsplash)

Meu gato está feliz? Essa é uma pergunta muito comum entre donos de gatos, afinal, os gatos são excelentes em esconder suas emoções. Um novo aplicativo tenta responder essa pergunta. Confira!

Veja também:

+ Graças a aplicativo de imóveis, dono encontra seu gato… na casa do vizinho
+ Tudo o que você precisa saber antes de adotar um gato
+ Por que gatos provocam mais alergias que cães? A ciência busca a resposta

O protótipo do aplicativo, chamado Tably (anteriormente apelidado de “Happy or Not”, ou “Feliz ou Não”, em português), foi lançado pela Sylvester.AI, uma união entre a empresa canadense de tecnologia de inteligência artificial Alta ML e a The Bar G, um portfólio de empresas envolvidas em setores que vão de aparelhos para a pecuária, à saúde animal, e pode usar a foto de um gato para determinar seu nível de felicidade com base em expressões faciais.

O aplicativo foi lançado depois que os desenvolvedores da AltaML descobriram a Feline Grimace Scale (FGS), uma ferramenta cientificamente validada para avaliar a dor aguda em gatos com base em mudanças na expressão facial publicadas em relatórios científicos em 2019. Isso levou a equipe a brincar com a ideia de aplicar seus conhecimentos para promover uma vida mais saudável e feliz para os gatos.

“O grande desafio com os gatos é que eles não se expressam quando estão com dor”, disse o vice-presidente de produto da AltaML, Chris O’Brien, ao site WIRED. “Eles vão e se escondem, ao passo que um cachorro chega e reclama e te acaricia o focinho.” Antes da FGS, os gatos eram considerados criaturas que não davam pistas para sinalizar se estivessem com dor. Mas, especialistas afirmam que essas dicas existem, apenas são extremamente sutis.

“Dependendo do focinho, olhos, orelhas, bigodes ou posição da cabeça dos gatos, você pode determinar se um gato está com dor ou não”, explicou Paulo Steagall, autor principal da publicação. O FGS foi criado por Paulo e sua equipe para ser usado por veterinários, outros técnicos veterinários e donos de gatos.

Enquanto o FGS está disponível para uso público, a Alta ML o acoplou à inteligência artificial para torná-lo mais acessível ao público em geral. O aplicativo pega pontos relevantes no rosto de um gato, mapeia-os com base no FGS e faz uma leitura, determinando se o gato está feliz ou não, junto com uma porcentagem. A porcentagem não está relacionada ao nível de felicidade, mas sim ao nível de confiança da análise.

A gerente de produto sênior do aplicativo, Michelle Priest, contou que Alta ML está atualmente trabalhando em uma versão final do aplicativo para iOS e Android, mesmo que ainda não haja uma data oficial de lançamento.

A empresa planeja tornar o Tably parte do processo de acompanhamento pós-consulta de um veterinário, e Alta ML e Sylvester.AI estão atualmente trabalhando com profissionais de medicina veterinária para tornar isso possível.

  • Back to top