Ao conviver com gato, cadela passa a agir como os felinos - Pet é pop

Ao conviver com gato, cadela passa a agir como os felinos

Ao conviver com gato, cadela passa a agir como os felinos
Ao conviver com gato, cadela passa a agir como os felinos
Ao conviver com gato, cadela passa a agir como os felinos (Foto: Team Dogs)

Bramble é uma cadela que, de acordo com sua dona, Caroline Topping, pensa que é um gato por conta de sua convivência com Dexter, seu irmão gato.

Veja também:

“Qualquer dono de cachorro sabe que seu cachorro tem uma personalidade única, e como eu adicionei meu nome em 2018 à lista de espera de 2020 com um criador responsável que eu havia adquirido, eu mal podia esperar para conhecer meu futuro melhor amigo”, escreveu Caroline.

Uma de suas preocupações era se o novo cão e seu gato, Dexter, que já estava na casa há seis anos, iriam se dar bem. Para facilitar o processo, ela e o noivo fizeram tudo o que especialistas recomendam na hora de apresentar um cão a um gato e vice-versa.

“Montamos uma ‘sala de gatinhos’ em nossa casa onde ele pudesse escapar e planejamos fazer as apresentações tão lentas e controladas quanto precisassem ser. As primeiras semanas foram salpicadas de momentos tênues de ambos os lados, mas chegamos lá. Cinco meses depois, Bramble e Dexter se toleram calmamente e se entregam a beijos e cheiradas regulares no nariz”, contou ela.

Dexter and Bramble get on well together
(Foto: Team Dogs)

No entanto, algo se tornou muito aparente com o passar dos meses, disse Caroline, “algo é muito felino sobre este canino”. Por crescer com Dexter, Bramble saltou livremente para lugares que ela não deveria ir.

Ela desafiou as leis da física lançando-se para as cadeiras da sala de jantar e depois para a mesa. “Alguns dos comportamentos que impedimos, no entanto, seus hábitos felinos, embora não convencionais, são uma parte de quem ela é como nosso cachorro”, justificou Caroline.

Ela chegou a se perguntar porque ela não deveria ser capaz de fazer essas coisas, afinal, o gato podia livremente saltar entre as mesas, escalar alturas e dormir em lugares altos, então Bramble deveria poder fazer isso também.

Caroline Topping says her dog Bramble and cat Dexter are best friends
(Foto: Team Dogs)

“Ela cresceu observando esses comportamentos e os reproduz sem o medo de não ser capaz de fazê-lo. Bramble idolatra nosso gato, embora tenha um respeito saudável por ele e na verdade ela o copia porque quer ser como ele”, explicou ela.

Segundo ela, da mesma forma, Dexter ficou mais afetuoso com a cadela, refletindo sua devoção infinita. “Eles captam dicas e se harmonizam entre si, e ela não tem conhecimento das convenções e estereótipos que dizem que ela ‘não deve’ fazer essas coisas. De uma forma melodramática, a adoração e emulação de Bramble pelas qualidades felinas de Dexter me lembrou que nada me impede de tentar coisas novas, algo que meu noivo e eu denominamos ‘ser mais Bramble’, e talvez nós todos podem aprender algo com isso”, concluiu Caroline.

  • Back to top