Alimentação: tudo o que você precisa saber para esticar a vida do seu gato - Pet é pop

Alimentação: tudo o que você precisa saber para esticar a vida do seu gato

Alimentação: tudo o que você precisa saber para esticar a vida do seu gato
Imagem de meineresterampe por Pixabay

Você tem um gato que parece sempre estar com fome? Saiba que a frequência de alimentação do seu pet tem tudo a ver com a saúde dele.

Veja também:

Se seu gato apresentar um desses 10 comportamentos, corra para o veterinário
11 coisas que todo dono de gato deve saber, segundo os veterinários
É preciso prevenir otite em cães e gatos mesmo no inverno, alerta veterinário

Um estudo da New University of Guelph mostra que você deve diminuir e não aumentar a frequência com a qual você alimenta o seu gato. Os especialistas descobriram que oferecer uma refeição grande por dia é mais efetivo para saciar a fome do seu gato do que várias pequenas refeições por dia.

Segundo eles, o gato fica mais satisfeito, o que leva a menos pedidos por comida por dia. Além disso, adotar esse método de alimentação também ajuda a reduzir o risco de obesidade no seu pet.

O estudo testou esse método em oito gatos domésticos de peso saudável e menos de cinco anos de idade. Cada gato foi exposto aos dois modos de alimentação: uma dieta com uma refeição maior pela manhã e uma dieta com quatro refeições menores ao longo do dia.

Imagem de Crepessuzette por Pixabay

As refeições foram monitoradas diariamente e, ao final da semana, eram pesados para analisar o ganho de peso. Nenhum dos gatos ganhou peso durante o experimento, porém, os gatos que se alimentavam uma vez por dia tiveram maior quantidade de hormônios reguladores do apetite, ou seja, estavam mais satisfeitos. Além disso, o jejum intermitente fez com eles regulassem melhor a massa corporal por queimar gorduras nos períodos entre as refeições.

Os gatos que comeram mais vezes ao dia tiveram maiores níveis de energia e de aminoácidos no sangue, ou seja, maiores quantidades de proteína disponíveis, o que pode impedir que ele tenha a sarcopenia (músculos fracos) quando envelhecerem.

  • Back to top