9 coisas que você jamais deve fazer ao passear com seu cão - Pet é pop

9 coisas que você jamais deve fazer ao passear com seu cão

9 coisas que você jamais deve fazer ao passear com seu cão
9 coisas que você jamais deve fazer ao passear com seu cão
9 coisas que você jamais deve fazer ao passear com seu cão (Foto: Andriyko Podilnyk/Unsplash)

Embora os cães precisem de exercícios regulares para se manterem felizes e saudáveis, uma caminhada divertida pode rapidamente se tornar uma experiência desconfortável ou perigosa.

Veja também:

+ Vídeo: gato que adora passear de bicicleta encanta as pessoas nas ruas de Londres
+ Pesquisa: 76% dos donos dizem que sua saúde melhorou por causa da convivência com pets
+ Vídeo: reação de cachorro ao conhecer ‘irmã’ recém-nascida aquece corações

Aqui estão alguns erros comuns que os donos de cães cometem ao levar seus animais de estimação para passear, de acordo com veterinários:

1. Não aborde cães desconhecidos sem falar com o dono

De acordo com o veterinário Jamie Richardson, chefe de equipe médica da Small Door Veterinary, abordar cães desconhecidos sem perguntar a seus donos pode levar a uma situação perigosa.

“Não importa o quão amigável seu cachorro seja, você não sabe como o outro cachorro pode reagir”, disse Richardson ao site Insider. “Nunca é seguro deixar seu cachorro cumprimentar outro cachorro, a menos que você tenha verificado com o dono deles.”

Mesmo cães amigáveis ​​podem latir, rosnar ou morder se se sentirem desconfortáveis, portanto, se um dos animais parecer nervoso ou tímido, é melhor separá-los.

2. Usar uma coleira extensível pode ser perigoso

Embora você possa preferir usar trelas extensíveis para dar mais liberdade ao seu filhote, isso pode ser perigoso para animais de estimação e proprietários. Trelas extensíveis podem ser perigosas e até causar cortes profundos.

“As trelas extensíveis não lhe dão controle total sobre o seu cão”, explicou o veterinário. “Quando um cachorro se depara com uma situação insegura, como o trânsito, muitos donos instintivamente pegam o cordão e recebem queimaduras graves ou cortes profundos.”

Lesões semelhantes podem ocorrer se o cordão ficar torcido nas pernas do dono quando um cão sair correndo. Richardson aconselhou o uso de uma guia regular e não retrátil com um comprimento máximo de 1,8 metros, especialmente ao caminhar na cidade.

3. Não puxe a coleira quando seu cão puxar

Embora possa parecer natural puxar a coleira de um cão quando ele se afasta, essa não é uma maneira eficaz de treinar seu animal de estimação a andar bem. “Puxar a guia na verdade faz com que seu cão puxe com mais força para se manter equilibrado e não cair para trás”, disse o especialista.

Em vez disso, Richardson recomenda ficar parado e esperar que seu cão olhe para você. “Quando eles olharem para trás, recompense seu cão com elogios ou guloseimas e comece a caminhar na direção desejada”, sugeriu.

4. Deixar um cão fora da coleira é um grande erro

Segundo Richardson, o treinamento de recall – quando um dono ensina um animal de estimação a retornar quando chamado – pode levar muito tempo para dominar e pode não funcionar durante uma emergência ou se um cão estiver distraído.

“Os donos nunca devem deixar seu cachorro sem coleira, a menos que estejam 100% confiantes de que o cachorro sempre voltará”, alertou o especialista. “Mesmo assim, só os deixe sem coleira em áreas seguras, como parques cercados ou corridas de cães.”

5. Não se esqueça de recompensar o bom comportamento 

Assim como ensinar seu cão a sentar ou ficar, treinar seu animal de estimação para andar bem é uma habilidade importante. Recompensar seu cão por uma boa etiqueta de caminhada irá ajudá-lo a associar caminhar calmamente com elogios.

“Muitos proprietários esquecem que cada caminhada pode ser uma oportunidade de treinamento para incutir bons hábitos de caminhada. Quando o seu cão apresentar bom comportamento, elogie-o imediatamente e dê um petisco”, disse o especialista.

6. Nunca use uma coleira de pinos para evitar puxar

As restrições do tipo estrangulamento e coleiras de pinos usam o desconforto para ensinar certos comportamentos aos cães, apertando ou beliscando a pele quando eles puxam a guia. “Essas coleiras raramente funcionam e podem causar danos significativos ao seu cão”, explicou ele.

7. Ande com seu cão de raça pequena em um arnês

Raças pequenas, como chihuahuas, terriers e dachshunds em miniatura, não devem usar coleiras tradicionais. Você pode perguntar ao seu veterinário sobre qual tipo de contenção é melhor para o seu cão em particular.

8. Não ignore as condições meteorológicas

Segundo a veterinária Heather Venkat, da VIP Puppies, um erro comum que os donos de cães cometem é não ajustar a duração de uma caminhada com base no clima. Os tempos de caminhada devem ser reduzidos e as rotas devem ser alteradas em clima muito quente ou frio.

“Um dono pode estar acostumado a passear com seu cachorro por 30 minutos todos os dias, mas o clima extremamente quente ou frio pode deixá-lo doente ou machucado”, disse ela ao Insider.

9. Não se esqueça de trazer sacos de lixo

Não usar sacos de lixo para limpar o cocô do seu cachorro pode ser perigoso para os outros. “Quando você deixa o cocô de um cachorro no gramado de um vizinho ou em qualquer outro lugar do ambiente, isso pode atrair insetos e animais selvagens indesejados”, disse Venkat.

Os dejetos de animais também podem transportar bactérias que podem prejudicar crianças e outros animais de estimação. A veterinária sugeriu manter sacos de lixo presos à coleira ou ao arnês do seu animal de estimação para evitar esquecê-los.



  • Back to top