85% dos casos de demência em cães e gatos não são diagnosticados - Pet é pop

85% dos casos de demência em cães e gatos não são diagnosticados

85% dos casos de demência em cães e gatos não são diagnosticados
85% dos casos de demência em cães e gatos não são diagnosticados
85% dos casos de demência em cães e gatos não são diagnosticados (Foto: Andrew S/Unsplash)

De acordo com uma iniciativa realizada por um grupo de veterinários da Vets4Pets, 85% dos casos de demência em cães e gatos não são diagnosticados.

Veja também:

+ Nova linha de rações naturais para cães chega até a sua casa, pela internet
+ Gritar é a pior tática para educar um filhote de cachorro, indica estudo
+ Saiba o que a terapia com células-tronco pode fazer pela saúde do seu pet

Com o intuito de aumentar a conscientização sobre o assunto, o grupo lançou uma ferramenta online para ajudar os donos de animais de estimação a verificar se há sinais de demência em animais com sete anos de idade ou mais.

Segundo eles, um em cada quatro cães idosos e um em cada três gatos desenvolverão demência. O Dr. Huw Stacey, especialista em comportamento animal e diretor de serviços clínicos da Vets4Pets, disse que nem sempre é algo que pode ser verificado no exame de saúde anual de um animal de estimação, por causa do “início lento” da doença.

“São o tipo de mudança de comportamento que as pessoas podem facilmente atribuir ao fato de estarem apenas envelhecendo”, disse o Dr. Stacey. “Então, se eles parecem um pouco desorientados ou estão tendo acidentes em casa, ou ficam acordados e inquietos à noite, as pessoas pensam que é apenas parte do envelhecimento e não há nada que possa ser feito.”

Ele acrescentou que o diagnóstico precoce pode melhorar o resultado para animais de estimação, retardando o progresso da doença. “A manipulação dietética é realmente poderosa em termos de melhorar a nutrição dos animais para ajudar o funcionamento do cérebro”, explicou ele.

“Mudanças no ambiente e na maneira como você, como dono de um animal de estimação, interage com seus animais de estimação também podem tornar a vida deles mais fácil”, acrescentou o especialista.

  • Back to top