8 dicas para esticar a vida do seu cão por meio da alimentação - Pet é pop

8 dicas para esticar a vida do seu cão por meio da alimentação

8 dicas para esticar a vida do seu cão por meio da alimentação
8 dicas para esticar a vida do seu cão por meio da alimentação
8 dicas para esticar a vida do seu cão por meio da alimentação (Foto: Ayla Verschueren/Unsplash)

Assim como em humanos, a obesidade em cães também é um risco para a saúde, podendo trazer problemas como artrite, diabetes, problemas cardíacos, pressão alta, problemas respiratórios, aumento do risco de desenvolver certos tumores e uma qualidade de vida reduzida.

Veja também:

+ Mitos e verdades sobre a alimentação dos gatos
+ Tem gente gastando R$ 260 mil para clonar um cão; vale a pena?
+ Vídeo: Kate Winslet perde vaga no Titanic para um gato, e o resultado é hilário

Então, se você acha que seu cão precisa de uma ajudinha para ficar em forma, aqui está o que você precisa fazer:

1. Coloque todos a bordo

Em primeiro lugar, todos em sua casa precisam estar a bordo. Não adianta se apenas um de vocês estiver levando a dieta a sério, enquanto outros continuam a dar guloseimas para o cachorro.

Tente criar um gráfico de alimentação para que, quando seu cão tiver recebido suas refeições e guloseimas diárias, todos na casa também saibam.

2. Regra dos 10 por cento

Uma boa regra a ser lembrada é: as guloseimas não devem representar mais de 10% da ingestão diária de calorias de um cão. O petisco ocasional pode ser bom para o seu cão quando combinado com o treinamento ou se dado para um benefício nutricional.

3. Troque guloseimas por atenção

Quando as guloseimas se tornam uma ocorrência muito regular, elas podem contribuir para o ganho de peso e, para muitos cães, é na verdade a atenção que eles apreciam mais do que a guloseima em si. Então, quando eles te pedirem por um petisco, troque o deleite habitual por um carinho afetuoso, abraço ou sessão de brincadeira.

4. Saia de casa

Todo cão saudável deve fazer pelo menos 20 minutos de caminhada, duas vezes ao dia. Sair para passear não fornece apenas o exercício físico de que ele precisa, mas também fornece estimulação mental ao seu cão. Se você deseja deixar seu cão em forma, comece aumentando gradualmente a duração de sua caminhada habitual em 5 a 10 minutos extras a cada semana.

5. Varie o tipo de exercício

Se o seu cão já é bastante ativo, tente mudar sua rotina habitual de exercícios e adicionar outros exercícios, como natação. A natação é uma ótima maneira de um cão se exercitar sem colocar excesso de estresse ou tensão nas articulações, embora lembre-se de que nem todas as raças são construídas para nadar. Buldogues, Pugs, Buldogues Franceses e Corgis geralmente preferem ficar em terra firme.

6. Revise a dieta do cãozinho

Para alguns cães, é simplesmente a falta de exercício que contribui para o ganho de peso. Para outros, no entanto, eles podem exigir uma mudança na dieta. Isso pode significar uma dieta com baixo teor de gordura e rica em fibras para ajudar seu cão a ficar saciado por mais tempo com menos calorias ou simplesmente ajustar as quantidades ou o tipo de guloseimas que eles geralmente recebem todos os dias. Se ele está propenso a comer demais, também pode ser necessário reavaliar o tamanho das porções do seu cão.

7. Evite comida humana

Se você alimentar seu animal de estimação com alimentos humanos ocasionalmente, considere cortar isso também, pois isso tem um grande impacto no peso de um cão.

8. Ainda com fome?

Se o seu cão está acostumado a comer porções maiores, é provável que um pedaço extra de comida seja perdido quando for reduzido. O corpo logo se adapta, no entanto, e é a atenção que vem com a alimentação que pode ser mais satisfatória para o seu cão do que a comida em si.



  • Back to top