8 coisas que você deve e não deve fazer ao se comunicar com o seu gato - Pet é pop

8 coisas que você deve e não deve fazer ao se comunicar com o seu gato

8 coisas que você deve e não deve fazer ao se comunicar com o seu gato
8 coisas que você deve e não deve fazer ao se comunicar com o seu gato
8 coisas que você deve e não deve fazer ao se comunicar com o seu gato (Foto: Chewy/Unsplash)

Enquanto alguns gatos podem ser extremamente afetuosos, outros simplesmente não parecem ser fãs de pessoas e levam esse famoso distanciamento felino ao extremo. Se você quiser se comunicar com seu gato, deve fazer da maneira certa. Saiba como!

Veja também:

+ Ciência ensina o jeito certo de se comunicar com o seu gato
+ Vídeo: desesperada, dona de gato fujão encontra o bichano fazendo ioga com a vizinha
+ 10 coisas que você talvez não saiba sobre os cães da raça boston terrier

1. Pisque lentamente

De acordo com um estudo de 2020 publicado na revista Scientific Reports, piscar lentamente para seu gato pode fazer com ele se sinta mais confortável e ajudá-lo a formar uma conexão melhor com seus donos.

A pesquisa definiu as piscadas lentas como “uma série de semi-piscadas seguidas por um estreitamento prolongado dos olhos ou um fechamento dos olhos”. Os pesquisadores determinaram que os gatos são mais propensos a se aproximar do experimentador que faz isso e é como um sorriso gentil para os felinos.

2. Faça o treinamento com um clicker

Clickers de treinamento, disponíveis em qualquer loja de animais, podem ajudar a fazer com que gatos tímidos venham até você e brinquem. Como parte do treinamento, especialistas recomendam usar um bastão longo com um brinquedo no final.

Cada vez que seu animal de estimação se aproximar e seu nariz tocar a ponta do bastão, faça um som de clique com o clicker e recompense-o com uma guloseima ou comida que o gato gosta mais do que apenas a refeição normal.

3. Casa quentinha

Segundo um estudo de 2016, a temperatura ambiente ideal para felinos é de 30ºC a 37ºC, o que é muito mais quente do que a maioria dos humanos prefere. Enquanto o ambiente não pode ser muito alterado, colocar uma almofada de aquecimento ao seu lado cria uma zona quente localizada que pode fazer com que os gatos se sintam aconchegados.

Os pesquisadores também recomendam o uso de roupas de cama quentes ou elementos de aquecimento, especialmente no inverno, para ajudar os gatos a lidar mais facilmente com o ambiente. E dar um petisco ao gato após chegar a um desses pontos pode ser uma forma de reforçar esse comportamento no futuro.

4. Difunda a tensão

Se você quiser que seu gato esteja com você em uma determinada sala, tente usar um difusor com feromônios. Os gatos normalmente deixam para trás uma substância química chamada feromônio facial quando esfregam o rosto contra alguma coisa. Estes cheiros são vistos como “mensagens felizes” e um indicador positivo de bem-estar.  Este difusor é ideal para gatos agressivos ou estressados, pois pode ajudar a reduzir a ansiedade felina e ter um efeito calmante.

5. Peça permissão para tocá-lo

Para fazer carinho no seu gato, peça permissão, segundo especialistas. Você pode fazer um pouco de carinho e depois parar, se o seu gato quiser mais atenção, ele irá se aproximar de você. Se não, respeite isso e pare de acariciá-lo.  Isso pode levar o gato a querer mais atenção porque ele percebe que pode sinalizar para o dono parar de acariciar quando quiser.

6. Observe a linguagem corporal deles

Se o seu gato se aproximar de você com o rabo para cima, como um ponto de interrogação, isso pode significar que ele provavelmente será amigável, ou pelo menos confortável com a interação que está acontecendo até agora.

Mas, se houver movimento lento e postura de baixo para o chão, fingir que o gato “não existe” para aumentar o conforto antes da interação pode ajudar. Da mesma forma, se as orelhas estão presas para trás, então eles não estão felizes.

7. Não repreenda seu gato

Se você acariciar seus gatos ou tentar aproximá-los de você e eles ficarem assustados ou desconfortáveis, eles podem decidir que já tiveram o suficiente da atenção e podem até beliscar você.

Mesmo que você ache que seu animal de estimação está sendo malvado, não aja contra eles. Gritar, repreender ou mesmo borrifar água neles definitivamente quebrará o vínculo positivo que você está construindo com ele.

8. Não use ponteiros a laser

Brincar com seu gato pode ajudá-lo a formar um vínculo mais forte, mas ponteiros a laser, que muitos gatos parecem adorar, podem não ser o melhor brinquedo. Quando os gatos estão constantemente perseguindo algo que nunca vão pegar, isso pode criar ou piorar o TOC e tendências obsessivas, onde seu gatinho está sempre procurando essa coisa porque não tem a satisfação de pegá-la no final.

Deixar seu gato sem conseguir pegar sua “presa” pode deixar os gatos estressados ​​e contribuir para problemas de saúde e comportamento. Um estudo de pesquisa de 2021 mostrou um aumento nos relatos de comportamentos repetitivos anormais quanto mais os ponteiros de luz laser eram usados.



  • Back to top