8 coisas que talvez você não saiba sobre os gatos, segundo a ciência - Pet é pop

8 coisas que talvez você não saiba sobre os gatos, segundo a ciência

8 coisas que talvez você não saiba sobre os gatos, segundo a ciência
Imagem de Ramiz Dedaković por Unsplash

Os cientistas amam pesquisar sobre gatos. Por isso, juntamos oito coisas que talvez você não saiba sobre eles, de acordo com a ciência:

Veja também:

Saiba como estreitar as relações com o seu gato
Saiba como lidar com a ansiedade de separação do seu gato
6 dicas fáceis que vão melhorar a pele do seu gato

1- Se você piscar lentamente para um gato, você fará um novo amigo

Cientistas descobriram que os movimentos lentos com os olhos são a melhor forma de criar um relacionamento com o gato.

O estudo realizado pelas Universidades de Sussex e Portsmouth explicaram que a técnica imita o sorriso felino e ajuda na formação de um vínculo entre o humano e o felino.

2- Um em dez gatos sofrem de ansiedade de separação

Uma pesquisa revelou que um em dez gatos sofrem de distúrbios comportamentais quando separados dos seus donos

Também foi revelado que os gatos afetados vinham mais de casas sem mulheres ou com apenas uma mulher vivendo ali.

Falta de acesso à brinquedos e a ausência de outros pets na casa também foram associados aos problemas de comportamento.

3- Seu gato realmente ama você

Comida é o que une os humanos e os gatos, mas isso não significa que eles te veem como um grande abridor de latas.

Uma análise química de ossos de gatos com mais de 5300 anos descobertos na China revelaram que os felinos antigos eram caçadores de pestes e viviam próximos a lojas de grãos. Ou seja, eles se livravam de gafanhotos e ganhavam abrigo e comida.

Com o tempo, nas culturas ocidentais, os gatos domésticos passaram a ser mais escolhidos para carinhos do que garras.

Assim como os cães, os gatos domesticados apresentam comportamentos mais amigáveis, como brincadeiras e limpeza. Esses comportamentos são mais sobre família do que comida.

4- Gatos conseguem dizer quando uma tempestade está chegando

Gatos e muitos outros animais são mais sensíveis aos sons, cheiros e mudanças atmosféricas do que os humanos, e esses sensos aumentados fazem com que eles saibam dizer quando uma tempestade está chegando, muito antes do dono perceber.

Antes de uma tempestade, as orelhas do seu gato perceberão a súbita queda de pressão atmosférica e talvez ele tenha aprendido a associar isso à uma tempestade. Se a chuva já começou a cair na distância, ele talvez ouça o som dos trovões.

5- Gatos gostam de caixas porque são aconchegantes

Gatos podem passar 18 horas por dia dormindo. Como são animais solitários, o que eles mais querem é um local escondido para tirar um cochilo.

Mas, os gatos dormindo em uma caixa podem só estar tentando evitar o chão frio. Gatos ficam contentes em temperaturas ambientes de 14°C mais quente do que é confortável para humanos e, se não tiver um raio de sol conveniente na casa, eles ficarão contentes com uma caixinha confortável.

6- Gatos domésticos tem um enorme impacto na vida selvagem

De acordo com pesquisas, gatos domésticos matam mais presas do que predadores do mesmo tamanho em qualquer outro lugar.

O estudo de março de 2020 mostrou que a caça dos pets pode ter um grande impacto na vida selvagem. Os cientistas afirmam que esse fenômeno acontece mais ainda perto da casa do dono, considerando que os movimentos dele costumam ser em um raio de 100 metros.

7- Gatos não podem ser veganos

Gatos são completamente carnívoros na natureza e têm diversos aminoácidos que são encontrados somente na carne, como a taurina, que eles não conseguem sintetizar ou armazenar.

Pouca taurina pode causar cegueira e complicações cardíacas, enquanto muita taurina pode causar complicações urinárias. Gatos carnívoros absorvem toda a taurina necessária da carne, mas taurina sintética inserida em dietas veganas vem em diversas formas e são absorvidas pelo metabolismo do gato de formas diferentes, o que torna extremamente difícil manter uma dieta vegana para o gato.

8- Os bigodes dos gatos tornam eles predadores precisos

Os bigodes felinos são feitos de aproximadamente 24 pelos nervos enraizados e muito ativos, que ajudam o felino a saber seu caminho em uma caçada, especialmente à noite.

Eles dão ao gato uma percepção de distância, dando ao gato uma vantagem na hora da caça.

  • Back to top