5 dicas para socializar um gato que se esconde quando as visitas chegam - Pet é pop

5 dicas para socializar um gato que se esconde quando as visitas chegam

5 dicas para socializar um gato que se esconde quando as visitas chegam
Imagem de Mikhail Vasilyev por Unsplash

Seu gato se esconde quando chega visita? Como posso fazer com que ele socialize? Seu amiguinho antissocial só precisa de um empurrãozinho para se sentir seguro.

Veja também:

Confira 5 coisas que deixam o gatos estressados
Se seu gato apresentar um desses 10 comportamentos, corra para o veterinário
Decifre as expressões e a linguagem corporal do seu gato

É difícil dizer se o Garlfield é um estereótipo de gato antissocial, mas ele é baseado em um pouco de verdade. Enquanto alguns gatos são amigáveis, outros podem passar seus dias escondidos em lugares escuros e só andar pela casa à noite.

Especialistas afirmam que muitos gatos preferem viver uma vida noturna e que se ele passa a maior parte do dia escondido, geralmente está tudo normal, nada a se preocupar. O problema vem quando gatos que eram sociáveis começam a se esconder. Esse tipo de comportamento é indicativo de estresse, medo ou outra complicação médica.

Confira o que fazer quando seu gato se esconde:

Deixe seu gato se acostumar com visitantes

Uma das principais causas de estresse nos gatos são as mudanças de ambiente, como a entrada de uma pessoa estranha na casa. Seja uma visita temporária ou um novo residente permanente, gatos se sentem ameaçados com a presença de uma nova pessoa em seu território. O mesmo vale para outros animais. Com isso, você provavelmente verá seu felino tentando marcar as áreas com seu cheiro.

Especialistas afirmam que é importante que seu gato se acostume com visitantes e aceite a nova pessoa dentro de seus próprios termos. Ao invés de forçar que o gato interaja com o visitante, diga para a pessoa sentar próxima ao local que ele está se escondendo e esperar que ele vá até o visitante. Isso irá fazer com que o gato fique mais confiante, um sentimento que ele é o predador e não a presa.

Já para residentes permanentes, especialistas afirmam que esfregar uma toalha no corpo da pessoa e deixá-la pela casa irá fazer com que o gato se acostume e explore o novo cheiro em seu próprio tempo. Assim, quando o gato ficar mais confortável, o novo residente poderá interagir melhor com ele.

Tente normalizar o ambiente

Outra causa comum de estresse nos gatos são mudanças. Deixe que seu gato se acostume à nova casa e isso talvez leve tempo, especialmente se você muda muito os móveis de lugar. Tente colocar algumas coisas fixas para que seu gato se acostume e evite deixar muita bagunça próximo dele.

Dê ao seu gato um espaço seguro

Não é incomum que os gatos fiquem com medo de visitas ou de mudanças no ambiente. O medo nos gatos normalmente é marcado por um comportamento de presa, o que inclui correr pra longe ou se esconder.

Colocar uma caixa no ambiente, com um cobertor dentro, onde ele sabe que pode se esconder, é um ótimo local seguro para ele.

Monitore as mudanças de comportamento no seu gato

Comportamentos de presa podem significar uma doença ou condição médica grave, e os donos precisam prestar atenção de quando esses comportamentos fogem do comum.

Especialistas afirmam que quando um gato se esconde, é importante você veja como está a alimentação, a urina e as fezes dele. Marcar com uma caneta o nível da água ou da comida é uma boa maneira de ver o quanto ele consumiu no dia.

Outros sinais de doenças incluem catarro no nariz ou nos olhos, mancar e diarreia.

Marque uma consulta com seu veterinário 

Se seu gato está se escondendo de repente e sendo mais antissocial que o normal, uma visita ao veterinário pode ser uma boa ideia para remover a possibilidade de alguma condição médica. Afinal, é melhor previnir do que remediar.

  • Back to top