4 terapias não tradicionais que vão fazer seu cão viver mais e melhor - Pet é pop

4 terapias não tradicionais que vão fazer seu cão viver mais e melhor

4 terapias não tradicionais que vão fazer seu cão viver mais e melhor



4 terapias não tradicionais que vão fazer seu cão viver mais e melhor
4 terapias não tradicionais que vão fazer seu cão viver mais e melhor (Foto: David Gavi/Unsplash)

Com a pandemia, muitos donos de animais de estimação se tornaram tão focados no bem-estar de seus cães quanto em seus próprios – e estão cada vez mais interessados ​​em terapias não tradicionais para ajudar seus cães a se sentirem o melhor possível.

Veja também:

Tratamento melhora a qualidade de vida dos cães com insuficiência cardíaca
Tratamento com células-tronco faz cadela com displasia voltar a correr
Clínica passa a oferecer tratamentos com células-tronco para pets

Quatro em cada dez de nós usam rotineiramente tratamentos como ioga, ervas, meditação, Reiki e massagem para curar o que nos aflige, então por que não tratar nossos animais de estimação da mesma forma?

Os especialistas dizem que as terapias complementares podem de fato ajudar os filhotes de todas as idades, tamanhos e raças que sofrem de desconforto corporal ou mental. Apenas certifique-se de verificar com seu veterinário antes de prosseguir. “Os veterinários entendem não apenas os benefícios potenciais, mas também os danos potenciais que um tratamento alternativo pode causar”, disse Jerry Klein, DVM, veterinário chefe do American Kennel Club.

Além disso, eles devem estar atentos ao que é melhor para o seu cão em particular. “Tratar um Pequinês geriátrico de quase dois quilos com problemas metabólicos pode ser diferente de tratar um Terra Nova de 3 anos de idade saudável”, observa Klein.

Aqui estão algumas terapias alternativas populares para nossos amigos de quatro patas:

Acupuntura

A acupuntura é eficaz para dores no pescoço e nas costas, osteoartrite e dores de cabeça frequentes. E seu cachorro pode entrar na agulha também: é recomendado para dores musculoesqueléticas, artrite, asma, dermatite alérgica, lesão nervosa traumática e questões reprodutivas.

Pode valer a pena tentar: em um estudo com 181 cães por até 24 semanas, pesquisadores brasileiros descobriram que a acupuntura regular reduziu a dor musculoesquelética na grande maioria dos casos.

Nota: Preocupado em manter seu filhote parado enquanto ele está sendo cutucado e cutucado? “Os cães geralmente ficam muito relaxados, provavelmente por causa da liberação de endorfina”, diz Ernie Ward, DVM, fundador da DogGone Healthy, uma prática de cuidados nutricionais e comportamentais em Calabash, Carolina do Norte.

CBD

Coloca-se uma tintura sob a língua ou passa um creme na parte inferior das costas. O moderno CBD (ou canabidiol, um composto não tóxico da cannabis) é usado para tratar tudo por conta própria, desde ansiedade até dor crônica.

Seu cachorro pode engolir uma tintura formulada para animais de estimação ou um petisco de uma das muitas marcas que inundam o mercado, como Honest Paws, Dope Dog e Charlotte’s Web. “Produtos como esses são promovidos para tratar doenças de animais de estimação como dor, ansiedade e convulsões, mas os dados científicos sobre o uso de CBD são escassos”, diz Tina Wismer, DVM, diretora médica do Centro de Controle de Venenos de Animais ASPCA.

Descobertas preliminares de um pequeno estudo na Colorado State University mostraram que 89% dos cães com epilepsia tiveram convulsões menos frequentes após receberem tratamento com CBD. Um estudo maior, financiado pela American Kennel Club Canine Health Foundation, está em andamento.

Nota: Consulte o seu veterinário primeiro, comece com uma dosagem baixa e, em seguida, fique de olho no seu filhote. Alguns cães desenvolveram sinais de toxicidade após a ingestão de produtos CBD; é difícil dizer se eles também podem conter THC, que pode ser venenoso para os animais. Ligue para o seu veterinário imediatamente se notar que seu animal de estimação está agindo letárgico ou desorientado, ou caminhando ou se comportando de maneira estranha.

Hidroterapia

Seu cão pode correr em uma esteira subaquática (ou ser segurado e auxiliado na água) para se recuperar de um problema ortopédico ou neurológico. Este tratamento, frequentemente usado em centros de reabilitação de animais de estimação, é uma forma de ajudar os animais de estimação a se curarem com segurança e a desenvolverem força muscular. A água morna também pode aliviar a dor e ajudar seu cão a relaxar.

Nota: Não importa o quão gentil essas terapias possam parecer, podem ser traumáticas para cães que não gostam ou temem água, diz Cooley. Nem a hidroterapia é recomendada para animais de estimação com pele sensível, feridas abertas ou incisões. Sua melhor aposta é levar seu animal de estimação para uma clínica de reabilitação com uma esteira subaquática, mas se não houver uma por perto, um veterinário poderá orientá-lo sobre uma versão adaptada do tratamento que envolve uma piscina ou banheira.

Massagem

Seu cachorro está sempre pronto para uma boa massagem. Um veterinário especializado em reabilitação pode recomendar massagem para ajudar a reduzir a dor e melhorar a amplitude de movimento e a circulação.

Nota: Se o terapeuta for muito rude, o tratamento pode acabar agravando a lesão, alerta Klein. Cães sensíveis também podem reagir mordendo a mão que os amassa. Klein sugere que você procure um profissional de reabilitação canino certificado. Eles são treinados para colocar os animais de estimação de volta em suas patas.

Veja também

+ Golden retriever obeso é abandonado, ganha nova família e perde 45 kg

+ Artista recria rostos de imperadores romanos

+App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+McDonald’s vende molho especial pela primeira vez no Brasil

+ Veja cinco coisas que provocam mau cheiro em cães e saiba como combatê-las

+ Edu Guedes faz desabafo sobre acidente de moto: ‘O susto foi grande’

+ Saiba mais sobre a vacina BCG, uma das mais importantes da infância

+ 4 passos fáceis para limpar o espelho com produto caseiro

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ Fazer o bem alivia dores físicas e mentais, aponta estudo


  • Back to top