4 dicas para que seu pet e o condomínio convivam em paz e harmonia - Pet é pop

4 dicas para que seu pet e o condomínio convivam em paz e harmonia

4 dicas para que seu pet e o condomínio convivam em paz e harmonia
4 dicas para que seu pet e o condomínio convivam em paz e harmonia
4 dicas para que seu pet e o condomínio convivam em paz e harmonia (Foto: Crystal Huff/Unsplash)

Durante a pandemia, com o isolamento social e o afastamento dos entes queridos, as pessoas se aproximaram da ideia de ter um pet em casa. De acordo com a ONG União Internacional Protetora dos Animais (UIPA), somente em São Paulo foi registrado um aumento de 400% na procura por cães e gatos para adoção.

Veja também;

+ Fotos: dono leva cão em estado terminal para último passeio em sua montanha preferida
+ Conheça Manny, o gato que é o rei da selfie na internet
+ Mulher e seus três cães se deslocam em cadeira de rodas

No entanto, para adaptar a vida de seu animal de estimação em um condomínio, é necessário se informar sobre algumas regras de convivência de um pet e quais espaços comuns ele pode habitar. Para isso, Guilherme Barbosa, fundador do Grupaly, aplicativo de grupos de conversa para administração de condomínios, apresenta quatro aspectos que os novos donos precisam de atenção com os pets em apartamentos e áreas comuns do prédio.

1. Segurança

É importante que o animal não comprometa a segurança dos seus vizinhos, seja no elevador, no hall de entrada ou em qualquer outro ambiente comum. Em casos de agressão física, pode levar a uma determinação formal do condomínio pela retirada do animal.

2. Sossego

Devemos respeitar os horários de “sossego” dos condôminos, se o bicho de estimação atrapalhar este momento, ações podem ser tomadas contra o dono. Para resolver esse problema, sessões de adestramento podem ser uma boa pedida.

3. Saúde

Se o animal tem alguma doença transmissível que pode ser levada a outro animal e pessoa, sua circulação pode ser proibida pela administração do condomínio e causar problemas entre os moradores. Desta forma, é sempre importante que o seu pet tenha o acompanhamento do veterinário, vai mantê-lo saudável e também mais seguro sobre a sua convivência com ele e outros animais.

4. Sujeira ou mau cheiro

Para evitar reclamações, recolha os dejetos do seu pet durante os passeios pelo condomínio. Mantenha uma rotina de limpeza na área em que o animal se encontra, isso é importante tanto para a saúde do pet quanto para o resto dos moradores.

  • Back to top