4 dicas de especialistas para sossegar cachorros hiperativos - Pet é pop

4 dicas de especialistas para sossegar cachorros hiperativos

4 dicas de especialistas para sossegar cachorros hiperativos
4 dicas de especialistas para sossegar cachorros hiperativos
4 dicas de especialistas para sossegar cachorros hiperativos (Foto: Tyler Farmer/Unsplash)

Se o seu cachorro está te dando trabalho pulando, correndo ou latindo sem parar, você precisa prestar atenção e identificar a causa por trás dessa inquietação. Os cães hiperativos precisam gastar bastante energia para se manterem calmos e controlados, então ofereça uma boa quantidade de exercícios físicos na rotina deles.

Veja também:

+ 5 dicas de especialista para que seu cão pare de latir durante os passeios
+ Dicas melhoram a qualidade de vida de cães idosos
+ Raças dos cães não são uma garantia de bom ou mau comportamento, diz estudo

Além disso, definir uma rotina para eles também os manterá engajados mentalmente, aliviando sua ansiedade. O treinador de cães Kushal Chipkar conversou com o Hindustan Times para oferecer algumas maneiras de lidar com a hiperatividade em animais de estimação. Confira!

1. Mantenha-se calmo

A maioria dos cães espelhará a energia e a linguagem corporal do dono da casa. Eles são sensíveis a ruídos altos, linguagem corporal agressiva e ações violentas, então, quanto mais energia caótica eles sentem ao seu redor, mais inquietos eles tendem a ficar.

2. Seja o líder

Ao levar seu cão para passear ao ar livre ou para brincar em um parque, esteja sempre no controle. Dê comandos com autoridade e confiança, use cutucadas na coleira para direcioná-los ao lugar correto e sempre carregue guloseimas para afastá-los de distrações como um carro, uma criança ou outros animais.

3. Exercite seu corpo e mente

É melhor dar ao seu cão pelo menos 90 minutos de exercício físico todos os dias, como caminhar, correr, nadar ou brincar de buscar. Se o clima não for propício para atividades ao ar livre, esconder guloseimas em casa e utilizar o olfato para encontrá-las pode queimar energia extra. Consulte o seu veterinário antes de exercitar animais de estimação idosos afetados por artrite ou displasia da anca.

O especialista ainda sugere que é importante melhorar seu foco e fazê-los trabalhar por sua alimentação por meio de jogos de estimulação mental. Você também pode canalizar sua energia ensinando truques, treinamento de agilidade ou trabalhando em comandos de obediência.

4. Considere o uso de produtos calmantes

As guloseimas com infusão de cannabis ajudam a reduzir a ansiedade em animais de estimação. Quando um cão fica hiperativo devido a fatores externos, a capacidade do CBD de impulsionar o sistema endocanabinóide o torna uma ferramenta eficaz para acalmá-lo.

Além disso, massagear a pele do seu animal de estimação com óleo de semente de cânhamo ou até mesmo adicionar algumas gotas na comida ajudará a regular a resposta inflamatória e a pressão sanguínea.

“O comportamento de um animal de estimação é moldado pelo ambiente em que ele cresce. Uma mistura saudável de atividades estimulantes e relaxantes deve ajudar a manter suas energias em equilíbrio. Consultar um comportamentalista canino para entender os gatilhos do seu animal de estimação pode ajudar bastante a mantê-los felizes e saudáveis”, concluiu Chipkar.



  • Back to top