3 dicas para ajudar você a lidar com o luto pela perda de seu gato - Pet é pop

3 dicas para ajudar você a lidar com o luto pela perda de seu gato

3 dicas para ajudar você a lidar com o luto pela perda de seu gato



3 dicas para ajudar você a lidar com o luto pela perda de seu gato
Imagem de H. Hach por Pixabay

Perder um animal de estimação pode ser extremamente doloroso e podemos enfrentar situações como essa diversas vezes ao longo da vida. Se você está sofrendo com a morte do seu gato, veja essas três dicas do site Your Cat para ajudá-lo a lidar com o luto pela perda do seu bichano.

Veja também:

Se dê um tempo para lidar com a morte do seu gato

O luto pode durar mais do que você imagina. Às vezes, a perda de um animal de estimação pode servir como gatilho para trazer à tona sentimentos adormecidos, talvez até ligados à perda de um ente querido humano. Robin Grey, conselheiro profissional e autor de “Coping with Pet Loss” sugere que a morta seja vista como um “fato da vida”. Ele diz que se trata de dar tempo ao luto e reconhecer que cada uma das diferentes reações é perfeitamente normal.

Aceite que seus sentimentos sobre a morte de seu gato são reais

Segundo Robin Grey, a perda deve ser vista como um processo que tem várias fases, embora nem todos vivenciem o luto da mesma forma – ou na mesma ordem. Os estágios incluem choque, negação, barganha, busca, ansiedade, raiva, culpa, depressão e finalmente aceitação.

A negação pode surgir rapidamente e é uma forma instintiva de bloquear a realidade. Barganhar pode parecer uma expressão estranha neste contexto, mas é sobre o desejo de que o bichinho melhorasse, que você tivesse feito algo diferente. Por exemplo, pode ser uma tentativa de fazer um acordo: “Se houver alguma maneira de curá-lo, prometo passar mais tempo com ele.” Essa é uma forma de manter a esperança viva e faz parte do processo.

Quando é a hora certa para dizer adeus para seu gato?

A decisão de sacrificar seu animal de estimação é muito difícil para alguns donos. O conselho de Robin Grey é: seja honesto consigo mesmo, siga o conselho do seu veterinário e aborde a situação da maneira que se sentir mais confortável. “É sobre amor e vida”, resume. O especialista também enfatiza que você não deve sofrer sozinho: “É importante procurar ajuda se achar que está sendo demais para você”

 

Veja também

+ Golden retriever obeso é abandonado, ganha nova família e perde 45 kg

+ Artista recria rostos de imperadores romanos

+App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+McDonald’s vende molho especial pela primeira vez no Brasil

+ Veja cinco coisas que provocam mau cheiro em cães e saiba como combatê-las

+ Edu Guedes faz desabafo sobre acidente de moto: ‘O susto foi grande’

+ Saiba mais sobre a vacina BCG, uma das mais importantes da infância

+ 4 passos fáceis para limpar o espelho com produto caseiro

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ Fazer o bem alivia dores físicas e mentais, aponta estudo


  • Back to top