14 coisas que todo dono de gato deve saber - Pet é pop

14 coisas que todo dono de gato deve saber

14 coisas que todo dono de gato deve saber



14 coisas que todo dono de gato deve saber
14 coisas que todo dono de gato deve saber (Foto: Freestocks/Unsplash)

Os gatos têm sido o soberano não oficial do mundo há séculos, desde os tempos do Egito antigo. Numerosos estudos demonstraram que ter um gato ajuda a reduzir o estresse, mas, às vezes, seu gato pode se comportar ou agir de uma maneira que o faça pensar: “Isso é normal? Eu deveria estar preocupado?”

Veja também:

Com inteligência artificial, caixa para gatos ajuda a diagnosticar 7 doenças comuns
Novo aplicativo promete traduzir os sons produzidos por gatos
Conheça os gatos que sobreviveram ao terremoto na Turquia

A Dra. Dylan Choy, gerente de comunicação científica da Royal Canin da Malásia e veterinária especialista em comportamento dos gatos, respondeu algumas perguntas comuns sobre os nossos amigos felinos. Confira:

1. Os gatos se sentem desajeitados ou envergonhados como os humanos?

Cada gato tem sua própria personalidade, assim como os humanos, enquanto alguns são mais sociáveis, outros preferem ser deixados sozinhos. Alguns dos sinais incluem esconder-se em um canto ou em uma caixa, ou tentar constantemente se afastar de uma multidão. Os donos de gatos devem conhecer melhor a personalidade de seus gatos e fornecer-lhes o ambiente mais confortável para eles, seja em casa ou fora.

2. Por que alguns gatos odeiam ser tocados ou carregados?

Isso provavelmente pode ser devido à personalidade do gato ou à experiência anterior de alguém. É bastante comum que alguns gatos adotados mostrem menos afinidade para serem carregados ou tocados, especialmente se o gato já passou por situações desagradáveis ​​antes.

No entanto, se houver uma mudança repentina no comportamento, como por exemplo gatos ficando agressivos ao serem tocados ou carregados enquanto normalmente estão bem com essas interações, é melhor levar seu gato ao veterinário, pois eles podem estar exibindo sinais de dor e desconforto.

3. Quanta comida devo dar ao meu gato e quantas vezes por dia?

Os donos de gatos devem sempre consultar as diretrizes de alimentação recomendadas, geralmente impressas na própria embalagem. Geralmente, os gatos comem 10 a 16 pequenas refeições por dia. No entanto, certifique-se de que a quantidade total de comida fornecida por dia aos seus gatos ainda está dentro da quantidade recomendada de alimentação para evitar a superalimentação.

4. É normal que os gatos ronquem durante o sono?

Alguns gatos braquicefálicos (ou seja, gatos com estrutura facial plana, como os persas) são mais propensos a roncar, pois têm ossos encurtados no rosto e no nariz. Alguns deles têm até palato mole alongado que pode causar bloqueio parcial da entrada de ar na traqueia, o que pode dar origem a ruídos estranhos quando o gato está dormindo.

Às vezes, quando seu gato está em uma determinada postura durante o sono, o ronco também pode acontecer, especialmente se uma leve pressão for aplicada ao longo das vias aéreas. Embora seja normal que alguns gatos ronquem ocasionalmente, o ronco também pode ser um sinal de doenças, como a presença de crescimentos ou até mesmo objetos estranhos ao longo das vias respiratórias. Isso é especialmente importante se outros sinais, como letargia, redução do apetite ou mesmo secreções nasais, acompanharem o ronco. Faça com que seu gato seja examinado por um veterinário registrado se houver tais preocupações.

5. Quando devo levar meu gato ao veterinário? E com que frequência devo ir?

Os gatos devem ser levados ao veterinário para um check-up pelo menos duas vezes por ano.

6. Como posso saber se meu gato está com doença terminal? Quais são os sintomas que devo observar?

Os sintomas ou sinais relacionados a doenças terminais podem variar muito, pois diferentes condições podem causar vários sintomas. Por exemplo, pacientes com doença renal crônica no estágio 4 podem apresentar caquexia (perda severa de massa muscular), vômitos, diarreia ou até mesmo convulsão. Portanto, é muito importante trazer seus gatos para visitas ao veterinário com frequência para evitar o diagnóstico tardio de doenças.

7. Posso alimentar meu gato com guloseimas todos os dias?

Embora possa ser bom para você alimentar seu gato com guloseimas diariamente, é importante garantir que você esteja alimentando-o com menos de 10% de suas necessidades calóricas diárias de guloseimas. Você também deve ser seletivo quanto aos tipos de guloseimas com as quais alimenta seus gatos e saber a quantidade recomendada e a frequência de alimentação.

8. Meu gato começou a fazer xixi em todos os lugares, mas não na caixa de areia, o que normalmente não acontece. Por que isso está acontecendo?

Periúria, ou condição na qual os gatos urinam fora da caixa/bandeja sanitária, pode ser um sintoma de distúrbio do trato urinário. Também pode ser um sinal de angústia, que é uma mudança no ambiente de vida do gato.

Se você mora em uma casa com vários gatos (ou seja, se possui mais de um gato), é melhor fornecer mais bandejas sanitárias para seus gatos. A regra geral para o número de bandejas de areia a serem preparadas é a quantidade de gatos que você tem mais uma bandeja. Você também deve garantir que essas bandejas de areia sejam limpas regularmente.

9. Por que os gatos dormem tanto?

Os gatos, especialmente os que vivem em ambientes fechados, podem passar até 16 horas por dia dormindo. Os gatos são crepusculares, que é um termo zoológico para animais que estão ativos entre o crepúsculo e o amanhecer. Esta pode ser a razão pela qual os gatos são frequentemente vistos dormindo ao meio-dia e no início da noite, e acordando você nas primeiras horas da noite ou de manhã cedo.

10. Como posso saber se minha gata está grávida?

Nos casos em que os donos do gato não têm certeza se o processo de acasalamento ocorreu ou não, uma gata no início da fase de gravidez mostrará sinais de ganho de peso perceptível, inchaço dos mamilos (cerca da semana 3 de gravidez) e abdômen distendido (por volta da semana 5 de gravidez).

Você também pode notar que sua gata aumentou o apetite nos primeiros estágios da gravidez, o que diminui no final da gravidez, quando estão prestes a dar à luz. É altamente recomendável para você, como proprietário de um gato, levar sua gata grávida ao veterinário para monitorar a taxa de crescimento dos gatinhos e obter uma data estimada de nascimento.

11. Os dentes do gato caem? Em caso afirmativo, qual é a idade normal em que isso deve acontecer e devo ficar preocupado se acontecer muito cedo?

Os gatinhos geralmente têm seus 26 dentes decíduos (ou comumente conhecidos como “dentes de leite”) substituídos pelos 30 dentes adultos na idade de 5 a 6 meses. Entre as idades de 3,5 meses a 4 meses de idade, você pode começar a notar que alguns dos “dentes de leite” podem ter caído – e isso é absolutamente normal.

12. O pelo do meu gato está caindo loucamente, por quê? O que devo fazer para tornar seu pelo espesso e saudável?

É normal que um gato perca o pelo um pouco mais do que o normal, cerca de uma a duas vezes por ano. Este processo é conhecido como ‘muda’, em que o velho casaco de pele é substituído por um novo. Cuidar regularmente de seu gato também é muito importante para garantir um casaco de pele espesso e saudável, especialmente para seus gatos de pelo comprido.

No entanto, se o seu gato está trocando de pelos excessivamente, apesar de ser escovado regularmente e houver outros sinais acompanhando isso, por exemplo, coceira, descamação da pele, presença de queda irregular (“manchas calvas”), vermelhidão da pele, etc., podem ser uma indicação de problemas de pele que requerem a atenção do seu veterinário.

13. É importante esterilizar e castrar seus gatos?

Sim, é importante se você não estiver planejando criar seus gatos, especialmente aqueles que têm permissão para vagar pela vizinhança, pois não fazer isso pode contribuir para a gravidez não planejada e ninhadas que levam a problemas de superpopulação.

Castrar seu gato também pode trazer muitos benefícios para a saúde – e vários estudos mostraram que gatos castrados são geralmente mais saudáveis ​​e também vivem mais do que gatos não castrados.

14. Com que frequência temos que dar banho em nossos gatos?

Depende do estilo de vida do seu gato: se ele é mantido dentro ou fora de casa. Geralmente, os gatos internos podem ter um intervalo maior entre os banhos, simplesmente porque estão menos expostos à sujeira e outros materiais. Uma regra simples é dar banho em seu gato sempre que ele estiver visivelmente sujo. Caso contrário, uma vez por mês é um bom intervalo para a maioria dos gatos.

Veja também

+ Golden retriever obeso é abandonado, ganha nova família e perde 45 kg

+ Artista recria rostos de imperadores romanos

+App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+McDonald’s vende molho especial pela primeira vez no Brasil

+ Veja cinco coisas que provocam mau cheiro em cães e saiba como combatê-las

+ Edu Guedes faz desabafo sobre acidente de moto: ‘O susto foi grande’

+ Saiba mais sobre a vacina BCG, uma das mais importantes da infância

+ 4 passos fáceis para limpar o espelho com produto caseiro

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ Fazer o bem alivia dores físicas e mentais, aponta estudo


  • Back to top